Entrevista Especial com VIVIAN DE OLIVEIRA - Parte 1

 

 

(Vivian de Oliveira com seu marido, Júnior Gazzoli)


Hoje eu entrevisto uma das maiores apostas da Rede Record na teledramaturgia brasileira. Ela começou a carreira de escritora aos 15 anos, escrevendo crônicas para o jornal de seu pai, trabalhou ao lado de Ronnie Von, cursou jornalismo, mas se graduou em Publicidade, se descobriu roteirista ao se especializar em roteiro pra Cinema e TV na Universidade da Califórnia, em Los Angeles. Ascendeu na carreira de novelista ao colaborar com o autor Yves Dumont em várias novelas da Record, atualmente integra o primeiro-time de autores da emissora, e após a bem-sucedida minissérie “A História de Ester” ela prepara a próxima minissérie da Record: “A História de Davi” que deverá estrear em 2012. Minha 50ª ‘Entrevista Especial’ é com a talentosa e simpática autora VIVIAN DE OLIVEIRA.

 

 

“O novelista é um vendedor de sonhos.”

 

(Vivian de Oliveira)

 

 

Jéfferson Balbino: Quando e como você descobriu sua vocação?

 

Vivian de Oliveira: Sempre gostei de escrever desde muito nova. Mas achei que seria jornalista. Quando entrei na faculdade é que percebi que gostava mais de criar ficção e não simplesmente ficar na notícia, no factual. Ainda na faculdade, consegui um estágio na televisão no programa do Ronnie Von, “Sinal de Vida”. Fiquei apaixonada por TV. Comecei a escrever também para uma produtora de vídeo que era especialista em desenvolver programas de treinamento usando dramaturgia. Foi aí que realmente descobri que queria ser uma contadora de histórias. Fui fazer um curso de especialização nos Estados Unidos de roteiro para cinema e televisão, na UCLA, Universidade da Califórnia, em Los Angeles, e aí percebi que não queria fazer outra coisa na vida.

 

Jéfferson Balbino: O fato dos seus pais serem jornalistas te incentivou a ser escritora?

 

Vivian de Oliveira: Com certeza. Desde adolescente eu já escrevia e publicava contos no jornal que eles tinham na minha cidade. Eles achavam que seria um caminho árduo, mas sempre me incentivaram. Foi algo muito natural. Não saberia fazer outra coisa a não ser escrever.

 

Jéfferson Balbino: Você estreou na teledramaturgia brasileira escrevendo a minissérie “Por Amor e Ódio” (Rede Record/1997). Como foi estrear como autora-titular?

 

Vivian de Oliveira: Foi um acaso, realmente. E algo maravilhoso. Eu havia sido contratada pela Record para ser colaboradora do Ronaldo Ciambroni, mas eles logo me pediram para fazer uma sinopse de um romance policial. Antes disso, já havia apresentado outro projeto, também encomendado, mas não vingou. Escrevi a sinopse de “Por Amor e Ódio”, o diretor Attilio Ricco gostou muito, mas não bateu o martelo. Ele me deu carta branca para pesquisar o que precisasse enquanto a história não saía do papel. E foi isso o que fiz. A minissérie falava de dependentes químicos e do trabalho da polícia para desmascarar poderosos que eram traficantes e tinham negócios de fachada. Fiquei meses pesquisando e entrando a fundo neste universo. Soube também que a Record havia contratado outra autora para revezar com o Ciambroni. O tempo passou, mas o trabalho com a outra autora acabou não dando certo. Sem ninguém para colocar no lugar e com a data de estreia da próxima minissérie se aproximando, eles me chamaram e me pediram para escrever um primeiro capítulo. Eu escrevi. Eles pediram mais dois. Escrevi outros dois. Tudo isso aconteceu num final de semana. Eu passei noites em claro para conseguir, mas agarrei aquela oportunidade com tudo. Na segunda feira, eles aprovaram a minissérie e eu virei autora da noite para o dia. Foi um momento muito especial. Fiquei um mês inteiro escrevendo sem sair de casa para dar conta do recado. Uma luta grande, um desafio e tanto, mas que valeu a pena. No final das contas, o saldo foi muito positivo. Recebemos boas críticas e a minissérie emplacou.

 

Jéfferson Balbino: Como você lida com o isolacionismo de sua profissão?

 

Vivian de Oliveira: Já sofri muito com isso, mas hoje acho que sou uma privilegiada. Tenho um filhinho pequeno e é muito bom ficar perto dele, mesmo que passe o dia todo no meu escritório. Mas estou sempre por perto. Paro, faço um lanche com ele, dou uma relaxada de vez em quando. Tem prós e contra como tudo nesta vida, mas ainda prefiro me dividir assim em vez de ficar o dia todo sem ver a carinha do Benjamin. Compenso o isolamento com as reuniões com minha equipe no Recnov. Quando estou muito envolvida com o trabalho, na verdade, nem me sinto isolada. Estou sempre rodeada pelos personagens, que me fazem companhia na maior parte do tempo.

 

 

 

 

 



Escrito por jéfferson às 22h03
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial com VIVIAN DE OLIVEIRA - Parte 2

 

 

 

Jéfferson Balbino: Como surgiu o convite pra você colaborar com o autor Yves Dumont na novela “Estrela de Fogo” (Rede Record/1998)?

 

Vivian de Oliveira: Ele conhecia o meu trabalho e sabia do meu interesse de voltar a escrever dramaturgia. Nesta época, eu estava trabalhando com linha de show em uma emissora. Quando ele me convidou para escrever a novela como colaboradora, não pensei duas vezes. Foi uma ótima experiência!

 

Jéfferson Balbino: O papel do novelista se restringe apenas em contar boas histórias e conscientizar o público para os problemas sociais ou vai além disso?

 

Vivian de Oliveira: Vai muito além. O novelista precisa ter também uma mente de produtor e de diretor. Precisa escrever dentro de um orçamento. Pensar em quantas externas pode usar por capítulo. Em quantos personagens está usando e em quais cenários. É um trabalho de carpintaria minucioso. O novelista também tem que saber trabalhar sob pressão. Muita pressão! O trabalho é intenso. E ainda precisa aprender a coordenar uma equipe e saber extrair o máximo do talento de cada um. O novelista é um vendedor de sonhos. É um trabalho apaixonante. Nem sempre um excelente colaborador, que escreve muito bem, pode assumir uma autoria. Não basta saber escrever. Tem que ser malabarista e assumir muitas outras funções.

 

 

Jéfferson Balbino: Qual foi o motivo pra novela “Tiro e Queda” (Rede Record/2009) não corresponder à audiência esperada pela emissora? A intenção de vocês era escrever uma novela inspirada em “A Próxima Vítima” (TV Globo/1995), como dizia a imprensa na época?

 

Vivian de Oliveira: A intenção de “Tiro e Queda” era ser uma grande sátira. O autor, já falecido, Luis Carlos Fusco, que havia sido colaborador de Cassiano Gabus Mendes por muitos anos, queria fazer um texto irônico, uma grande piada de tudo. Mas essa ironia não foi entendida. O que era para ser uma comédia virou um drama e aí não funcionou. Fusco queria um tom e a direção partiu para outro. Na verdade, a intenção do Fusco era seguir uma linha mais bem humorada do seu antigo mestre Cassiano.

 

Jéfferson Balbino: O que de fato ocorreu nos bastidores da novela “Metamorphoses” (Rede Record/2004) para ocorrer tantas trocas na autoria da trama?

 

Vivian de Oliveira: A novela era um projeto da empresária Arlete Siaretta. Ela tinha em mãos uma sinopse maravilhosa. A história era ótima, inovadora, mas a toda hora os rumos da novela mudavam. A equipe que escrevia nem sempre concordava e acabava acontecendo uma troca entre os escritores. Justamente por conta disso, a novela acabou não dando certo. Novela precisa ter unidade, começo, meio e fim.

 

Jéfferson Balbino: Como é o seu envolvimento com seus personagens? Chega a privilegiar os que mais lhe agrada?

 

Vivian de Oliveira: Geralmente, eu me apaixono por todos. Gosto que cada um tenha uma história forte e pulsante. Procuro fazer com que todos os personagens, por menor que seja, tem a chance de brilhar em minhas histórias. Com o tempo, acabo tratando os personagens como pessoas que eu conheço há muito tempo. Eu costumo me envolver com cada um deles, saber suas reais motivações, entender suas atitudes, vou de cabeça mesmo na história de cada um.

 

Jéfferson Balbino: Que lembranças que você tem do período que trabalhou com o Tom Cavalcante escrevendo para o “Show do Tom” (Rede Record/2005)?

 

Vivian de Oliveira: Aprendi muito com o Tom. Ele é um artista exigente, que sabe o que quer. Chegava a mudar o texto inúmeras vezes e era tudo muito rápido. Hoje eu vejo como isso me ajudou a ter flexibilidade. Tinha que ser muito ágil pra mudar um texto na sala, enquanto a produção estava esperando para gravar no estúdio. E fora que é muito divertido trabalhar com ele. Na época, sabia contar muitas piadas.

 

 

 



Escrito por jéfferson às 21h47
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial com VIVIAN DE OLIVEIRA - Parte 3

(Marcos Pitombo, Vivian de Oliveira, João Camargo e Gabriela Durlo)


 

 

Jéfferson Balbino: Como funcionava seu trabalho na colaboração da novela “Os Mutantes – Caminhos do Coração” (Rede Record/2008)?

 

Vivian de Oliveira: Era uma das colaboradoras da equipe do Tiago Santiago. Ele mandava a escaleta para os escritores da equipe e cada um ficava com um número de cenas para escrever. Muitas vezes ele pedia também sugestões de escaletas. E em algumas ocasiões, eu também fechava o capítulo para ele. Tiago era muito generoso. Ele foi um mestre. Sempre me desafiava a melhorar e a escrever com uma mente de produtor. Isso tudo está me ajudando agora como autora. Ele foi um dos grandes incentivadores para que eu me tornasse uma autora titular. Percebeu o meu potencial e queria me preparar para quando chegasse à hora. Devo muito a ele.

 

Jéfferson Balbino: Como é o processo de escrever com outros roteiristas? Chegam a ter desavenças?

 

Vivian de Oliveira: É muito raro ter desentendimentos, mas acontece. Geralmente é alguma visão no campo profissional, em relação à melhor maneira de conduzir a trilha de um personagem ou uma trama. Para uma equipe funcionar precisa haver muito respeito entre todos. Cada um tem um estilo, pontos fortes e fracos. Cabe ao autor identificar as facilidades de cada um e usar o que cada um tem de melhor. Da mesma forma, o colaborador deve se adaptar ao estilo do autor.

 

Jéfferson Balbino: A que você atribui o sucesso da minissérie “A História de Ester” (Rede Record/2010)?

 

Vivian de Oliveira: Creio que o que surpreendeu o público foi assistir a uma história de época, histórica, com fundamentos bíblicos, mas que possuía todos os conflitos que vivemos nos dias de hoje. Fui muito fiel ao relato bíblico, mas tive a liberdade de criar tramas paralelas cheias de reviravoltas, intrigas, romances e elementos dramatúrgicos. A história na verdade era um amor impossível entre um rei e uma moça do povo. O público conseguiu se identificar com os personagens da trama e torcer por eles.

 

Jéfferson Balbino: Sua minissérie pode ser considerada um remake da minissérie homônima escrita por Yves Dumont em 1998?

 

Vivian de Oliveira: De forma alguma. É completamente diferente. Tanto em relação à narrativa, como a condução da trama principal e a criação das tramas coadjuvantes. O único ponto em comum entre as duas minisséries é a história bíblica de Ester. A maneira como ela foi retratada mudou totalmente entre as duas versões.

 

Jéfferson Balbino: O que você pode adiantar pra gente da sua próxima minissérie “A História do Rei Davi”? Já tem data prevista de estreia?

 

Vivian de Oliveira: O que posso dizer é que é uma história apaixonante, complexa, difícil de contar, mas que tem tudo para cativar o telespectador. Davi foge do herói clássico imaculado, sem manchas. Ele é um ser humano, cheio de falhas, que faz muita coisa errada, mas também é justo, verdadeiro e tem um coração puro. É um artista e um guerreiro ao mesmo tempo. De pastor de ovelhas, se torna o rei mais influente de Israel. Além disso, a minissérie traz muitas outras histórias eletrizantes. A minissérie terá 25 capítulos. A previsão de estreia é para o início do ano que vem.

 

Jéfferson Balbino: Os temas bíblicos das minisséries são vocês que sugerem ou a emissora que impõe?

 

Vivian de Oliveira: Acontece das duas formas. Sugerimos e a emissora também tem suas preferências. No caso de Ester, “Sansão e Dalila”, que foi adaptada por Gustavo Reiz, e agora “A Historia de Davi”, foi uma sugestão da emissora e que agradou em cheio os autores, por serem histórias fortes, consistentes e com ingredientes de grande apelo junto ao público.

 

Jéfferson Balbino: E como é a Vivian de Oliveira telespectadora? Ultimamente o que você vem assistindo na TV?

 

Vivian de Oliveira: Ultimamente, não ando assistindo nada por pura falta de tempo. Mas sempre que posso dou uma olhada em tudo. Assisto um pouco de novela e adoro as séries americanas. “House” é minha favorita.

 

 

 



Escrito por jéfferson às 21h30
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial com VIVIAN DE OLIVEIRA - Parte 4

 

 

Jéfferson Balbino: Como você avalia as produções de dramaturgia das emissoras concorrentes (Globo e SBT)? Aceitaria trocar de emissora?

 

Vivian de Oliveira: Acho fantástico que outras emissoras tenham núcleos de teledramaturgia. Torço para que o SBT também se transforme em um núcleo forte e competitivo. Não aceitaria trocar de emissora, porque estou muito satisfeita com a Record em todos os sentidos. Eles me deram uma oportunidade de ouro, apostaram em mim e agora quero investir tudo nisso.

 

Jéfferson Balbino: Antes de finalizarmos não poderia faltar a nossa tradicional pergunta: Qual foi a melhor novela que você assistiu?

 

Vivian de Oliveira: Adoro “Vale Tudo”, de Gilberto Braga, “Senhora do Destino”, de Aguinaldo Silva e “Vidas Opostas”, de Marcílio Moraes. Além de muitas outras.

 

Jéfferson Balbino: Vivian, muitíssimo obrigado por nos conceder essa entrevista ao “No Mundo dos Famosos”. Parabéns pelos seus trabalhos na teledramaturgia brasileira. E muito sucesso hoje e sempre. Um grande beijo!

 

Vivian de Oliveira: Obrigada Jéfferson, adorei ter sido entrevistada por você, beijos e sucesso!

 



Escrito por jéfferson às 21h21
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial - NO MUNDO DOS FAMOSOS

 

 

 

OUTRAS ENTREVISTAS

 

 Pra você que perdeu as outras entrevistas realizadas por mim aqui NO MUNDO DOS FAMOSOS, aí vai o link de cada uma pra você poder ler, ou reler novamente. Clique em cima do nome do entrevistado para ler a Entrevista Especial realizada.


1 - NILSON XAVIER (escritor)

2 - MARGARETH BOURY (autora de novelas)

3 - REYNALDO BOURY (diretor de TV)

4 - BABI XAVIER (atriz/apresentadora)

5 - NÉLIO JÚNIOR (jornalista/repórter de TV)

6 - MARCÍLIO MORAES (autor de novelas)

7 - RICARDO LINHARES (autor de novelas)

8 - ANA MARIA MORETZSOHN (autora de novelas)

9 - DUCA RACHID (autora de novelas)

10 - ADA CHASELIOV (atriz)

11 - MAYRA DIAS GOMES (escritora)

12 - THELMA GUEDES (autora de novelas)

13 – ANDRÉ REBELLO (ator)

14 – KADU MOLITERNO (ator)

15 - MAURICIO MACHADO (ator)

16 - LAURO CÉSAR MUNIZ (autor de novelas)

17 - STELLA FREITAS (atriz)

18 - ALCIDES NOGUEIRA (autor de novelas)

19 - EDWIN LUISI (ator)

20 - MAURO ALENCAR (Doutor em Teledramaturgia/escritor)

21 - SOLANGE CASTRO NEVES (autora de novelas)

22 - WALTHER NEGRÃO (autor de novelas)

23 - BÁRBARA BRUNO (atriz)

24 - RENATA DIAS GOMES (autora de novelas)

25 - MATEUS CARRIERI (ator)

26 - LETÍCIA DORNELLES (autora de novelas)

27 - TAMARA TAXMAN (atriz)

28 - AIMAR LABAKI (dramaturgo/autor de novelas)

29 - LUCÉLIA SANTOS (atriz)

30 - FÁBIO FABRÍCIO FABRETTI (escritor)

31 - EDUARDO NASSIFE (escritor)

32 - ROSANE GOFMAN (atriz)

33 - CRISTIANNE FRIDMANN (autora de novelas)

34 - RODRIGO PHAVANELLO (ator)

35 - YOYA WURSCH (autora de novelas/roteirista)

36 - INGRA LIBERATO (atriz)

37 - JOÃO CAMARGO (ator)

38 - GILBERTO BRAGA (autor de novelas)

39 - DÉO GARCEZ (ator)

40 - PATRÍCIA MORETZSOHN (autora de novelas)

41 - BETH GOULART (atriz)

42 - MANOEL CARLOS (autor de novelas)

43 - VANESSA GOULARTT (atriz)

44 - DENISE EMMER (escritora)

45 - MARIA ADELAIDE AMARAL (autora de novelas)

46 - WALCYR CARRASCO (autor de novelas)

47 - LEONA CAVALLI (atriz)

48 - AZIZ BAJUR (dramaturgo)

49 - FÁTIMA FREIRE (atriz)

50 - VIVIAN DE OLIVEIRA (autora de novelas)

 

 



Escrito por jéfferson às 16h58
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Próximo Entrevistado: SILVIO DE ABREU

Semana que Vem...

Um dos maiores novelistas de todos os tempos concede uma entrevista exclusiva ao "No Mundo dos Famosos".

 Eu entrevisto o autor de novelas SILVIO DE ABREU, onde relembraremos fatos históricos de sua brilhante trajetória profissional.

NÃO PERCA!




Escrito por jéfferson às 16h48
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Semana que Vem: Especial 4 anos de "No Mundo dos Famosos"

Na próxima semana...

Você irá conferir uma matéria super especial sobre os 4 anos do "No Mundo dos Famosos"

NÃO PERCA!

 



Escrito por jéfferson às 16h39
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.



Histórico:

- 26/01/2014 a 01/02/2014
- 19/01/2014 a 25/01/2014
- 12/01/2014 a 18/01/2014
- 05/01/2014 a 11/01/2014
- 29/12/2013 a 04/01/2014
- 22/12/2013 a 28/12/2013
- 08/12/2013 a 14/12/2013
- 01/12/2013 a 07/12/2013
- 24/11/2013 a 30/11/2013
- 17/11/2013 a 23/11/2013
- 10/11/2013 a 16/11/2013
- 03/11/2013 a 09/11/2013
- 27/10/2013 a 02/11/2013
- 20/10/2013 a 26/10/2013
- 13/10/2013 a 19/10/2013
- 06/10/2013 a 12/10/2013
- 29/09/2013 a 05/10/2013
- 22/09/2013 a 28/09/2013
- 15/09/2013 a 21/09/2013
- 08/09/2013 a 14/09/2013
- 01/09/2013 a 07/09/2013
- 25/08/2013 a 31/08/2013
- 18/08/2013 a 24/08/2013
- 11/08/2013 a 17/08/2013
- 04/08/2013 a 10/08/2013
- 28/07/2013 a 03/08/2013
- 21/07/2013 a 27/07/2013
- 14/07/2013 a 20/07/2013
- 07/07/2013 a 13/07/2013
- 23/06/2013 a 29/06/2013
- 16/06/2013 a 22/06/2013
- 09/06/2013 a 15/06/2013
- 02/06/2013 a 08/06/2013
- 19/05/2013 a 25/05/2013
- 12/05/2013 a 18/05/2013
- 05/05/2013 a 11/05/2013
- 28/04/2013 a 04/05/2013
- 21/04/2013 a 27/04/2013
- 14/04/2013 a 20/04/2013
- 07/04/2013 a 13/04/2013
- 31/03/2013 a 06/04/2013
- 24/03/2013 a 30/03/2013
- 17/03/2013 a 23/03/2013
- 10/03/2013 a 16/03/2013
- 24/02/2013 a 02/03/2013
- 17/02/2013 a 23/02/2013
- 10/02/2013 a 16/02/2013
- 27/01/2013 a 02/02/2013
- 20/01/2013 a 26/01/2013
- 06/01/2013 a 12/01/2013
- 23/12/2012 a 29/12/2012
- 09/12/2012 a 15/12/2012
- 02/12/2012 a 08/12/2012
- 11/11/2012 a 17/11/2012
- 04/11/2012 a 10/11/2012
- 28/10/2012 a 03/11/2012
- 21/10/2012 a 27/10/2012
- 14/10/2012 a 20/10/2012
- 07/10/2012 a 13/10/2012
- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 26/08/2012 a 01/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 22/07/2012 a 28/07/2012
- 15/07/2012 a 21/07/2012
- 01/07/2012 a 07/07/2012
- 24/06/2012 a 30/06/2012
- 17/06/2012 a 23/06/2012
- 10/06/2012 a 16/06/2012
- 03/06/2012 a 09/06/2012
- 27/05/2012 a 02/06/2012
- 20/05/2012 a 26/05/2012
- 13/05/2012 a 19/05/2012
- 06/05/2012 a 12/05/2012
- 29/04/2012 a 05/05/2012
- 22/04/2012 a 28/04/2012
- 08/04/2012 a 14/04/2012
- 01/04/2012 a 07/04/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 18/03/2012 a 24/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 04/03/2012 a 10/03/2012
- 26/02/2012 a 03/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 05/02/2012 a 11/02/2012
- 29/01/2012 a 04/02/2012
- 22/01/2012 a 28/01/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 25/12/2011 a 31/12/2011
- 18/12/2011 a 24/12/2011
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 27/11/2011 a 03/12/2011
- 20/11/2011 a 26/11/2011
- 13/11/2011 a 19/11/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 30/10/2011 a 05/11/2011
- 23/10/2011 a 29/10/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 25/09/2011 a 01/10/2011
- 18/09/2011 a 24/09/2011
- 11/09/2011 a 17/09/2011
- 04/09/2011 a 10/09/2011
- 28/08/2011 a 03/09/2011
- 21/08/2011 a 27/08/2011
- 14/08/2011 a 20/08/2011
- 07/08/2011 a 13/08/2011
- 26/06/2011 a 02/07/2011
- 12/06/2011 a 18/06/2011
- 05/06/2011 a 11/06/2011
- 22/05/2011 a 28/05/2011
- 08/05/2011 a 14/05/2011
- 24/04/2011 a 30/04/2011
- 17/04/2011 a 23/04/2011
- 10/04/2011 a 16/04/2011
- 03/04/2011 a 09/04/2011
- 27/03/2011 a 02/04/2011
- 20/03/2011 a 26/03/2011
- 13/03/2011 a 19/03/2011
- 06/03/2011 a 12/03/2011
- 27/02/2011 a 05/03/2011
- 13/02/2011 a 19/02/2011
- 06/02/2011 a 12/02/2011
- 30/01/2011 a 05/02/2011
- 23/01/2011 a 29/01/2011
- 16/01/2011 a 22/01/2011
- 09/01/2011 a 15/01/2011
- 02/01/2011 a 08/01/2011
- 26/12/2010 a 01/01/2011
- 19/12/2010 a 25/12/2010
- 12/12/2010 a 18/12/2010
- 05/12/2010 a 11/12/2010
- 28/11/2010 a 04/12/2010