Entrevista Especial com CACÁ DIEGUES

 

 

Hoje vai ao ar a 75ª “Entrevista Especial” do “No Mundo dos Famosos” e, eu diria que essa entrevista esta mega especial. Meu entrevistado de hoje é um dos maiores ícones do Cinema brasileiro, é formado em Direito, porém, nunca exerceu a profissão, desde criança encontrou no Cinema sua maior diversão, foi grande amigo do saudoso Glauber Rocha, tem uma imensa contribuição na história do Cinema Novo que trouxe uma modernidade cinematográfica ao nosso país. Ele também tem uma belíssima história de vida que renderia em um belíssimo filme digno de Oscar, já que no fim da década de 1960 ele teve que sair fugido do Brasil, devido à repressão da ditadura militar, mas felizmente retornou ao país onde dirigiu inesquecíveis filmes que são considerados verdadeiras obras-primas da história cinematográfica como os longas: “Xica da Silva” “Bye Bye Brasil”, “Um Trem para as Estrelas”, “Tieta do Agreste” e “Deus é Brasileiro” entre outros... Ele também fez uma participação especial, como ele mesmo, na novela “Por Amor”, e embora não tenha o hábito de acompanhar com freqüência novelas, sente que precisa fazer algo pra TV, inclusive reconhece a importância da união entre a TV e o Cinema. Um fato extremamente interessante da biografia desse grande entrevistado é que ele foi o único brasileiro a compor o júri do lendário “Festival de Cannes”. Enquanto aguardamos ansiosamente seu retorno a telona com o filme “O Grande Circo Místico”, que se encontra em pré-produção vamos curtir essa maravilhosa entrevista e conhecer mais sobre a vida e a obra do grande cineasta CACÁ DIEGUES.

 

“O público está voltando a gostar e respeitar o cinema brasileiro, e isso se prova pelo crescente sucesso de bilheteria de nossos filmes.”

(Cacá Diegues)

 

Jéfferson Balbino: Como surgiu seu interesse pelo Cinema?

Cacá Diegues: Desde criança que o cinema sempre foi minha melhor diversão. Mas só descobri que podia ser cineasta quando conheci jovens como eu que tinham o mesmo sonho que eu.

Jéfferson Balbino: Você que também é formado em Direito pela PUC (Pontifícia Universidade Católica). Chegou a exercer a profissão? Essa graduação contribuiu na sua profissão de cineasta?

Cacá Diegues: Estudei Direito para atender ao desejo de meu pai que eu tivesse um curso superior. Como na época não havia escolas de cinema, escolhi o que mais se aproximasse de uma cultura humanista. Mas nunca exerci a profissão, quando terminei o curso já estava fazendo filmes.

 


Jéfferson Balbino: O que você destacaria do período em que dirigiu o jornal “O Metropolitano”?

Cacá Diegues: Um momento fundamental da minha vida que me ajudou a lidar com o mundo real da política e da cultura.

 



Escrito por jéfferson às 19h44
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial com CACÁ DIEGUES

 

 

 

Jéfferson Balbino: Seu primeiro longa-metragem foi o filme “Ganga Zumba” (1964), que retratava a vida do primeiro líder do Quilombo de Palmares. Qual foi sua inspiração para produzir o filme com essa temática?

Cacá Diegues: Quando criança, ainda em Maceió, eu tinha uma babá que me contava essa história, passada na Serra da Barriga, no interior de Alagoas. Ela me dizia que o Zumbi ainda estava vivo e que podia voar.

Jéfferson Balbino: Em 1969, você deixou o Brasil e foi morar na Itália e depois na França. Como foi essa experiência?

Cacá Diegues: Sai do Brasil fugindo da repressão da ditadura militar. Mas não foi nada agradável, eu sentia muita falta do Brasil, de meus amigos, dos costumes e de tudo que eu fazia aqui. Eu vivia louco para voltar.

 

 

Jéfferson Balbino: Como foi a sensação de ganhar o Festival de Brasília, como melhor diretor do filme “Xica da Silva” (1976)?

Cacá Diegues: Foi muito gratificante. “Xica da Silva” foi um filme que me deu muitas alegrias, inclusive esta.

Jéfferson Balbino: A Rede Manchete também produziu uma novela sobre a lendária escrava. O que você achou da versão dramatúrgica de “Xica da Silva”?

Cacá Diegues: Não acompanhei a novela, mas ouvi dizer que era muito diferente do filme. A única semelhança foi o uso do “X” no nome do personagem, uma invenção minha.

Jéfferson Balbino: Você foi um grande amigo do saudoso Glauber Rocha. O que ele representa na sua carreira?

Cacá Diegues: Glauber foi um grande e inestimável amigo, um irmão de quem até hoje sinto muita saudade. Ele foi à pessoa mais interessante que conheci em minha vida.

Jéfferson Balbino: Um dos seus filmes que eu mais gostei foi o “Bye Bye Brasil” (1979). Como surgiu a idéia de produzir esse longa?

Cacá Diegues: No início dos anos 1970, eu filmava “Joanna Francesa” no interior de Alagoas, quando vi aquela cena de uma pequena cidade inteira assistindo TV na praça pública. Percebi que alguma coisa estava acontecendo na cabeça dessas pessoas.

 


Jéfferson Balbino: Como surgiu o convite para você ser membro do júri no Festival de Cannes de 1981?

Cacá Diegues: “Bye Bye Brasil” fez um enorme sucesso no festival de Cannes de 1980, acho que o convite para ser jurado no ano seguinte foi uma espécie de compensação por não termos ganho nenhum prêmio oficial.

Jéfferson Balbino: Qual foi a maior contribuição do Cinema Novo?

Cacá Diegues: No Brasil, o Cinema Novo representou a fundação do Cinema moderno no país, uma espécie de modernismo chegando ao Cinema. No exterior, o primeiro exemplo de um Cinema independente vindo do chamado Terceiro Mundo.

Jéfferson Balbino: No final da década de 1980, você produziu os filmes: “Um Trem para as Estrelas” (1987) e “Dias Melhores Virão” (1989). Qual era a maior dificuldade em fazer cinema nesse período critico da economia cinematográfica brasileira?

Cacá Diegues: Esse foi um período de grave crise financeira no país e de altíssima inflação. A produção de cinema no Brasil caiu dramaticamente e fazer um filme se tornou um ato de heroísmo, condenado à falência.

Jéfferson Balbino: Como foi unir Cinema e Televisão em “Veja esta Canção” (TV Cultura/1994)?

Cacá Diegues: O cinema não tem nenhum futuro sem aliança com a TV. Tenho muito orgulho de ter sido o primeiro cineasta brasileiro a perceber isso e realizar esse filme dentro desse espírito.

 



Escrito por jéfferson às 19h40
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial com CACÁ DIEGUES

 

O cineasta passou pelo tapete vermelho. Foto: Onofre Veras/AgNews

 

 

Jéfferson Balbino: Em 1996, você produziu o longa “Tieta do Agreste”. O fato de o filme ter sido inevitavelmente comparado a novela “Tieta” (TV Globo/1989) lhe desagradou?

Cacá Diegues: “Tieta” foi um convite que recebi de Jorge Amado e Sônia Braga, não podia recusá-lo. Mas nunca vi a novela e não me importei com a comparação. É impossível fazer em duas horas o que uma novela faz em seis meses no ar.

Jéfferson Balbino: Qual a importância que o Cinema ocupa na cultura brasileira?

Cacá Diegues: Essa importância é cada vez maior, ela reproduz a modernização cultural do país, uma forma de refleti-lo de uma maneira contemporânea.

 


Jéfferson Balbino: A que você atribui o sucesso dos filmes “Deus é Brasileiro” (2003) e “O Maior Amor do Mundo” (2006)?

Cacá Diegues: Não sei. O sucesso é sempre para mim um mistério. Você pode se cercar de garantias (história popular, artistas conhecidos, etc.), mas nunca terá certeza do sucesso.

Jéfferson Balbino: Em 1997, você fez uma participação na novela “Por Amor” (TV Globo), aonde a personagem Catarina (Carolina Dieckmann) ia até você fazer um teste. Como foi a experiência de atuar na novela? Tem algum projeto pra televisão?

Cacá Diegues: Minha participação na novela foi uma gentileza da emissora, me ajudando na promoção de meu filme então em lançamento. Gosto muito de TV e gostaria de algum dia fazer alguma coisa para ela.

Jéfferson Balbino: Você também assiste novelas? Qual foi a melhor novela que assistiu?

Cacá Diegues: Não, não acompanho as novelas, não tenho muita paciência para ver cada capítulo delas. Mas é claro que vejo um capítulo e outro, sendo que às vezes gosto muito. Não perco nunca a última semana das novelas mais interessantes.

Jéfferson Balbino: O que você pode nos adiantar sobre seu novo filme “O Grande Circo Místico”?

Cacá Diegues: Esse é um projeto que desenvolvo com muito carinho, o projeto de uma vida. Acabo de terminar a versão definitiva de seu roteiro, espero estar filmando no segundo semestre agora de 2012.

Jéfferson Balbino: Em sua opinião porque o cinema brasileiro é tão hostilizado em detrimento do cinema hollywoodiano?

Cacá Diegues: O público está voltando a gostar e respeitar o cinema brasileiro, e isso se prova pelo crescente sucesso de bilheteria de nossos filmes. Ao longo desses últimos anos, a parte de mercado de nossos filmes tem crescido anualmente.

Jéfferson Balbino: Quais são suas perspectivas em relação ao futuro do cinema brasileiro?

Cacá Diegues: Se depender apenas de suas qualidades artísticas, a qualidade e a diversidade de nossos filmes nos garantem um belo futuro. Mas o cinema é uma economia muito delicada, qualquer bobagem feita em relação a isso pode destruir tudo da noite para o dia.

Jéfferson Balbino: Cacá, muito obrigado por ter concedido essa entrevista ao “No Mundo dos Famosos” foi uma honra ter você como entrevistado. Parabéns pela brilhante carreira, muito sucesso sempre. Um grande abraço!

Cacá Diegues: Obrigado Jéfferson, um abraço.

 



Escrito por jéfferson às 19h36
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial - NO MUNDO DOS FAMOSOS

 

OUTRAS ENTREVISTAS

 

1 - NILSON XAVIER (escritor)

2 - MARGARETH BOURY (autora de novelas)

3 - REYNALDO BOURY (diretor de TV)

4 - BABI XAVIER (atriz/apresentadora)

5 - NÉLIO JÚNIOR (jornalista/repórter de TV)

6 - MARCÍLIO MORAES (autor de novelas)

7 - RICARDO LINHARES (autor de novelas)

8 - ANA MARIA MORETZSOHN (autora de novelas)

9 - DUCA RACHID (autora de novelas)

10 - ADA CHASELIOV (atriz)

11 - MAYRA DIAS GOMES (escritora)

12 - THELMA GUEDES (autora de novelas)

13 – ANDRÉ REBELLO (ator)

14 – KADU MOLITERNO (ator)

15 - MAURICIO MACHADO (ator)

16 - LAURO CÉSAR MUNIZ (autor de novelas)

17 - STELLA FREITAS (atriz)

18 - ALCIDES NOGUEIRA (autor de novelas)

19 - EDWIN LUISI (ator)

20 - MAURO ALENCAR (Doutor em Teledramaturgia/escritor)

21 - SOLANGE CASTRO NEVES (autora de novelas)

22 - WALTHER NEGRÃO (autor de novelas)

23 - BÁRBARA BRUNO (atriz)

24 - RENATA DIAS GOMES (autora de novelas)

25 - MATEUS CARRIERI (ator)

26 - LETÍCIA DORNELLES (autora de novelas)

27 - TAMARA TAXMAN (atriz)

28 - AIMAR LABAKI (dramaturgo/autor de novelas)

29 - LUCÉLIA SANTOS (atriz)

30 - FÁBIO FABRÍCIO FABRETTI (escritor)

31 - EDUARDO NASSIFE (escritor)

32 - ROSANE GOFMAN (atriz)

33 - CRISTIANNE FRIDMANN (autora de novelas)

34 - RODRIGO PHAVANELLO (ator)

35 - YOYA WURSCH (autora de novelas/roteirista)

36 - INGRA LIBERATO (atriz)

37 - JOÃO CAMARGO (ator)

38 - GILBERTO BRAGA (autor de novelas)

39 - DÉO GARCEZ (ator)

40 - PATRÍCIA MORETZSOHN (autora de novelas)

41 - BETH GOULART (atriz)

42 - MANOEL CARLOS (autor de novelas)

43 - VANESSA GOULARTT (atriz)

44 - DENISE EMMER (escritora)

45 - MARIA ADELAIDE AMARAL (autora de novelas)

46 - WALCYR CARRASCO (autor de novelas)

47 - LEONA CAVALLI (atriz)

48 - AZIZ BAJUR (dramaturgo)

49 - FÁTIMA FREIRE (atriz)

50 - VIVIAN DE OLIVEIRA (autora de novelas)

51 - JÉFFERSON BALBINO (blogueiro)

52 - SILVIO DE ABREU (autor de novelas)

53 - PEDRO NESCHLING (ator)

54 - JORGE BRASIL (jornalista)

55 - NORMA BLUM (atriz)

56 - DENISE DEL VECCHIO (atriz)

57 - RODRIGO ANDRADE (ator)

58 - LUCINHA LINS (atriz)

59 - CLAUDIO LINS (ator)

60 - NARJARA TURETTA (atriz)

61 - CLAUDINO MAYER (escritor/pesquisador em teledramaturgia)

62 - ANDRÉ FRATESCHI (ator)

63 - TUNA DWEK (atriz/escritora)

64 - TÂNIA BONDEZAN (atriz)

65 - GERALDO CARNEIRO (autor de novelas)

66 - ROSAMARIA MURTINHO (atriz)

67 - VINCENT VILLARI (autor de novelas)

68 - TÁSSIA CAMARGO (atriz)

69 - YVES DUMONT (autor de novelas)

70 - ANDRÉ DI MAURO (ator)

71 - HERSCH W. BASBAUM (escritor e dramaturgo)

72 - ELIANA GUTTMAN (atriz)

73 - RENATO MODESTO (ator, escritor, dramaturgo e novelista)

74 - FAFY SIQUEIRA (atriz, cantora, humorista e compositora)

75 - CACÁ DIEGUES (cineasta)

 

HISTÓRIAS DE NOVELISTAS

 

LAURO CÉSAR MUNIZ

 

SESSÃO ESPECIAL

 

Aniversário da autora MARIA ADELAIDE AMARAL

Jéfferson Balbino conversa com o ator LIMA DUARTE

Jéfferson Balbino conversa com a atriz REGINA DUARTE

CHIQUINHA GONZAGA

 



Escrito por jéfferson às 19h05
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Próxima Entrevistada: CLARISSE ABUJAMRA (atriz)

Na Próxima Semana...



A minha "Entrevista Especial" será com a grande atriz CLARISSE ABUJAMRA

Aguarde!



Escrito por jéfferson às 18h55
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.



Histórico:

- 26/01/2014 a 01/02/2014
- 19/01/2014 a 25/01/2014
- 12/01/2014 a 18/01/2014
- 05/01/2014 a 11/01/2014
- 29/12/2013 a 04/01/2014
- 22/12/2013 a 28/12/2013
- 08/12/2013 a 14/12/2013
- 01/12/2013 a 07/12/2013
- 24/11/2013 a 30/11/2013
- 17/11/2013 a 23/11/2013
- 10/11/2013 a 16/11/2013
- 03/11/2013 a 09/11/2013
- 27/10/2013 a 02/11/2013
- 20/10/2013 a 26/10/2013
- 13/10/2013 a 19/10/2013
- 06/10/2013 a 12/10/2013
- 29/09/2013 a 05/10/2013
- 22/09/2013 a 28/09/2013
- 15/09/2013 a 21/09/2013
- 08/09/2013 a 14/09/2013
- 01/09/2013 a 07/09/2013
- 25/08/2013 a 31/08/2013
- 18/08/2013 a 24/08/2013
- 11/08/2013 a 17/08/2013
- 04/08/2013 a 10/08/2013
- 28/07/2013 a 03/08/2013
- 21/07/2013 a 27/07/2013
- 14/07/2013 a 20/07/2013
- 07/07/2013 a 13/07/2013
- 23/06/2013 a 29/06/2013
- 16/06/2013 a 22/06/2013
- 09/06/2013 a 15/06/2013
- 02/06/2013 a 08/06/2013
- 19/05/2013 a 25/05/2013
- 12/05/2013 a 18/05/2013
- 05/05/2013 a 11/05/2013
- 28/04/2013 a 04/05/2013
- 21/04/2013 a 27/04/2013
- 14/04/2013 a 20/04/2013
- 07/04/2013 a 13/04/2013
- 31/03/2013 a 06/04/2013
- 24/03/2013 a 30/03/2013
- 17/03/2013 a 23/03/2013
- 10/03/2013 a 16/03/2013
- 24/02/2013 a 02/03/2013
- 17/02/2013 a 23/02/2013
- 10/02/2013 a 16/02/2013
- 27/01/2013 a 02/02/2013
- 20/01/2013 a 26/01/2013
- 06/01/2013 a 12/01/2013
- 23/12/2012 a 29/12/2012
- 09/12/2012 a 15/12/2012
- 02/12/2012 a 08/12/2012
- 11/11/2012 a 17/11/2012
- 04/11/2012 a 10/11/2012
- 28/10/2012 a 03/11/2012
- 21/10/2012 a 27/10/2012
- 14/10/2012 a 20/10/2012
- 07/10/2012 a 13/10/2012
- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 26/08/2012 a 01/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 22/07/2012 a 28/07/2012
- 15/07/2012 a 21/07/2012
- 01/07/2012 a 07/07/2012
- 24/06/2012 a 30/06/2012
- 17/06/2012 a 23/06/2012
- 10/06/2012 a 16/06/2012
- 03/06/2012 a 09/06/2012
- 27/05/2012 a 02/06/2012
- 20/05/2012 a 26/05/2012
- 13/05/2012 a 19/05/2012
- 06/05/2012 a 12/05/2012
- 29/04/2012 a 05/05/2012
- 22/04/2012 a 28/04/2012
- 08/04/2012 a 14/04/2012
- 01/04/2012 a 07/04/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 18/03/2012 a 24/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 04/03/2012 a 10/03/2012
- 26/02/2012 a 03/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 05/02/2012 a 11/02/2012
- 29/01/2012 a 04/02/2012
- 22/01/2012 a 28/01/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 25/12/2011 a 31/12/2011
- 18/12/2011 a 24/12/2011
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 27/11/2011 a 03/12/2011
- 20/11/2011 a 26/11/2011
- 13/11/2011 a 19/11/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 30/10/2011 a 05/11/2011
- 23/10/2011 a 29/10/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 25/09/2011 a 01/10/2011
- 18/09/2011 a 24/09/2011
- 11/09/2011 a 17/09/2011
- 04/09/2011 a 10/09/2011
- 28/08/2011 a 03/09/2011
- 21/08/2011 a 27/08/2011
- 14/08/2011 a 20/08/2011
- 07/08/2011 a 13/08/2011
- 26/06/2011 a 02/07/2011
- 12/06/2011 a 18/06/2011
- 05/06/2011 a 11/06/2011
- 22/05/2011 a 28/05/2011
- 08/05/2011 a 14/05/2011
- 24/04/2011 a 30/04/2011
- 17/04/2011 a 23/04/2011
- 10/04/2011 a 16/04/2011
- 03/04/2011 a 09/04/2011
- 27/03/2011 a 02/04/2011
- 20/03/2011 a 26/03/2011
- 13/03/2011 a 19/03/2011
- 06/03/2011 a 12/03/2011
- 27/02/2011 a 05/03/2011
- 13/02/2011 a 19/02/2011
- 06/02/2011 a 12/02/2011
- 30/01/2011 a 05/02/2011
- 23/01/2011 a 29/01/2011
- 16/01/2011 a 22/01/2011
- 09/01/2011 a 15/01/2011
- 02/01/2011 a 08/01/2011
- 26/12/2010 a 01/01/2011
- 19/12/2010 a 25/12/2010
- 12/12/2010 a 18/12/2010
- 05/12/2010 a 11/12/2010
- 28/11/2010 a 04/12/2010