Entrevista Especial com JONAS BLOCH

Photobucket

 

Meu entrevistado de hoje é um dos maiores referenciais da dramaturgia brasileira. Ele é graduado em Belas Artes e em Artes Visuais, é um exímio professor de interpretação e um ator excepcional. Sua carreira é repleta de personagens marcantes como o Alemão da novela “Mulheres de Areia” e os vilões Ismael de “A Viagem” e Ramalho de “Bicho do Mato”. Ele é pai da talentosa atriz Débora Bloch, mas jura que não foi ele que a influenciou a seguir a carreira artística. Atualmente ele vem dando um show de interpretação na novela “Máscaras”. O “No Mundo dos Famosos” entrevista o brilhante ator JONAS BLOCH.

 

Acho que todos lucrariam se houvessem mais minisséries. Elas são menos superficiais que as novelas, mais artesanais, e propiciam um rodízio maior de profissionais, dando chances a todos de participar de algo melhor.”

(Jonas Bloch)

 

 

Photobucket

 

Jéfferson Balbino: Jonas, quando e como você decidiu que queria seguir a carreira artística?

Jonas Bloch: Quando menino eu já participava de apresentações no colégio, no clube, em festas da família. Nunca tive dúvidas quanto ao meu futuro profissional.

Jéfferson Balbino: Você é graduado em Belas Artes, na modalidade Desenho, e em Artes Visuais. Também foi professor de interpretação em algumas Universidades e já ministrou diversos cursos de Teatro pelo Brasil. O que você pensa sobre a formação de atores através de cursos livres e profissionalizantes? Acredita que os atores formados nesses cursos são menos qualificados que os atores formados na Academia?

Jonas Bloch: Existe muita picaretagem por aí, mas existem escolas de qualidade. O brasileiro, de um modo geral, assim como se acha um técnico de futebol, também acha que conhece o que é a profissão de ator, o que dá margem a muita gente a se aventurar a dar aulas, sem qualquer formação, o que é uma picaretagem.

 

Photobucket


Jéfferson Balbino: Sua estreia em novelas aconteceu em “Algemas de Ouro” (Rede Record/1969). Como foi essa primeira experiência?

Jonas Bloch: Eu tinha formação de Teatro, com uma interpretação mais impostada, diferente do naturalismo da TV. Fiz um longo trabalho de desconstrução deste tipo de interpretação para poder me adaptar ao novo veículo.



Escrito por jéfferson às 14h56
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial com JONAS BLOCH

Photobucket

 

Jéfferson Balbino: O que você destacaria de seus trabalhos nas novelas: “Ovelha Negra” (TV Tupi/1975) e “Papai Coração” (TV Tupi/1976)?

Jonas Bloch: Com o meu olhar de hoje, em “Ovelha Negra”, acho que fiz um trabalho ainda como um ator de Teatro, mas fui evoluindo nos trabalhos seguintes.

Jéfferson Balbino: Sua estreia na teledramaturgia da TV Globo foi na novela “Sem Lenço e Sem Documento” (TV Globo/1977). Como foi estrear na emissora nessa trama de Mário Prata?

Jonas Bloch: Eu havia me mudado de São Paulo para o Rio e fui surpreendido com o convite da Fernanda  Montenegro para fazer a peça “É”, de Millor Fernandes, e o sucesso da peça fez com que os diretores da Globo me vissem e me convidassem, o que foi mais uma surpresa para mim.

 

Photobucket


Jéfferson Balbino: Como foi trabalhar nas novelas: “Pai Herói” (TV Globo/1979) e “Sétimo Sentido” (TV Globo/1982), da grande mestra Janete Clair?

Jonas Bloch: “Pai Herói” foi ótimo, eu fiz um italiano muito simpático, um grande sucesso, que me levou a fazer o filme “Caso Claudia”, outro sucesso. Quanto a “Sétimo Sentido”, eu não queria fazer o papel, mas por insistência do diretor acabei fazendo, com o compromisso de que eu poderia sair, caso o papel não fosse bom. Um tempo depois, saí - coisa rara para um ator fazer no horário nobre. Fiquei na geladeira um bom tempo, mas depois me chamaram de novo.

Jéfferson Balbino: Qual foi seu trabalho no Cinema que mais lhe marcou?

Jonas Bloch: Alguns trabalhos, como “Amarelo Manga”, “Dia da Caça”, “Cabra Cega”, onde ganhei o prêmio de cinema da FIESP.

Photobucket

Jéfferson Balbino: Você também participou da novela “Olhai os Lírios do Campo” (TV Globo/1980) que era uma adaptação literária. Chegou a ler a obra do Érico Veríssimo pra compor o Simão, seu personagem na trama?

Jonas Bloch: Li o livro, mas a adaptação foi livre.

Jéfferson Balbino: O que você destacaria da sua carreira teatral?

Jonas Bloch: Tive muitas alegrias no Teatro, o prazer de exercer esta profissão, a minha trajetória e a carreira de minha filha, são motivos de orgulho.

 

Photobucket


Jéfferson Balbino: Você também participou das minisséries: “Bandidos da Falange” (TV Globo/1982), “Santa Marta Fabril S.A.” (Rede Manchete/1984), “O Portador” (TV Globo/1991), “O Quinto dos Infernos” (TV Globo/2002) e “A Lei e o Crime” (Rede Record/2009). Acredita que as minisséries, por serem um produto televisivo de alta qualidade, deformaram um pouco a telenovela, tornando seu público mais exigente?

Jonas Bloch: Acho que todos lucrariam se houvessem mais minisséries. Elas são menos superficiais que as novelas, mais artesanais, e propiciam um rodízio maior de profissionais, dando chances a todos de participar de algo melhor.

Photobucket

Jéfferson Balbino: Na extinta Rede Manchete você também atuou nas novelas: “Novo Amor” (1986), “Tudo ou Nada” (1986), “Corpo Santo” (1987) e “Olho por Olho” (1988). Como foi trabalhar nessa emissora que deixou um enorme legado na história da teledramaturgia brasileira principalmente pelo fato de ser ousada?

Jonas Bloch: Fiz um dos papéis mais marcantes de minha carreira na Manchete, o Russo, da novela “Corpo Santo”. A Manchete teve a coragem de ousar e apresentar alguns trabalhos importantes. A emissora pegava financiamento em dólares e com a subida da moeda, não resistiu.

 

Photobucket


Jéfferson Balbino: Em Junho/2011 eu entrevistei a atriz Denise Del Vecchio e na ocasião perguntei a ela como foi contracenar com você na novela “Top Model” (TV Globo/1989), ela me disse: Jonas é um amigo querido e um grande ator. Naquela época foi um encontro maravilhoso. Hoje sempre brincamos que tínhamos uma situação dramática (um filho com edema cerebral) numa novela glamurosa, engraçada... Foi uma pedreira. Felizmente tinha um grande companheiro ao meu lado. Agora na TV Record fizemos vários trabalhos juntos e, é sempre uma alegria. Agora eu pergunto a você como foi contracenar com essa maravilhosa atriz ao longo de sua carreira?

Jonas Bloch: Denise é uma grande atriz, uma querida companheira, quase uma irmã. Admiro como pessoa e como artista e acho um privilégio trabalhar com ela. Torço para que voltemos a nos encontrar no palco ou na tela.



Escrito por jéfferson às 14h55
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial com JONAS BLOCH

Photobucket

 

Jéfferson Balbino: Como surgiu o convite pra você interpretar o Alemão na novela “Mulheres de Areia” (TV Globo/1993)?

Jonas Bloch: Eu já havia trabalhado com Wolf Maya em Teatro, ambos como atores, ele me viu atuar e a repercussão junto ao público. Quando um personagem com o nome de Alemão surgiu, e com o meu tipo físico, ele me convidou para o papel.

Jéfferson Balbino: Além de “Mulheres de Areia” você trabalhou com a inesquecível autora Ivani Ribeiro na novela “A Viagem” (TV Globo/1994). Como era seu contato com a Ivani Ribeiro?

Jonas Bloch: Lamentavelmente não tive contato com Ivani, e a novela foi reescrita.

Photobucket

Jéfferson Balbino: Foi você quem motivou a sua filha, a atriz Débora Bloch a seguir a carreira de atriz?

Jonas Bloch: Ela diz que sim, mas eu nunca fiz qualquer pressão ou sugestão para que ela seguisse o meu caminho.

Jéfferson Balbino: Você empresta para seus personagens histórias e experiências particulares?

Jonas Bloch: Todo personagem aparece através das experiências de vida do ator, do que ele leu, viu, observou na vida.

Photobucket

Jéfferson Balbino: Que lembranças você guarda de seus trabalhos nas novelas: “Tropicaliente” (TV Globo/1994), “Cara & Coroa” (TV Globo/1995) e “Irmãos Coragem” (TV Globo/1995)?

Jonas Bloch: Foram participações de poucos capítulos, menos marcantes para mim.

Jéfferson Balbino: O que é mais gratificante na carreira de ator?

Jonas Bloch: Se você tem a vocação, exercer a profissão em um trabalho bem cuidado é uma benção. Mas se alguém entrar na profissão por vaidade ou por dinheiro vai achar muito desgastante e, em longo prazo, vai sofrer.

Photobucket

Jéfferson Balbino: Na Band, você atuou na novela “Perdidos de Amor” (1996), e no SBT, você atuou em: “Jamais Te Esquecerei” (2003) e “Os Ricos Também Choram” (2005). Que avaliação você faz de seu trabalho nessas produções?

Jonas Bloch: O trabalho na Band foi bem sucedido com o público, mas trabalhar na produção de uma produtora independente de má qualidade, foi um horror. No SBT tivemos um resultado bonito, graças aos diretores comandados por Henrique Martins.

Jéfferson Balbino: No remake da novela “Pecado Capital” (TV Globo/1998), você interpretou o personagem Altino. Você chegou a buscar algum referencial na interpretação do ator Fernando José que interpretou o mesmo personagem na versão original em 1975?

Jonas Bloch: Não, fiz o meu próprio trabalho.

Photobucket

Jéfferson Balbino: Você é sobrinho-neto paterno do grande Adolph Bloch. Como era sua relação com esse ícone da comunicação brasileira?

Jonas Bloch: Era boa, bem humorada, cordial.



Escrito por jéfferson às 14h51
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial com JONAS BLOCH

Photobucket

 

Jéfferson Balbino: Um de seus personagens que eu mais gostei foi do marcante vilão Ramalho da novela “Bicho do Mato” (Rede Record/2006). Qual foi sua fonte de inspiração pra interpretar esse inesquecível personagem?

Jonas Bloch: No Brasil, nós temos muito político e empresários para inspirar um ator a fazer um vilão. Bastam ver o que somos obrigados a engolir de bancos, seguros de saúde, companhias telefônicas...

Jéfferson Balbino: Já na novela “Amor e Intrigas” (Rede Record/2007), você interpretou o bondoso Camilo que passava um drama enorme ao ter que enfrentar a doença terminal da esposa Marília (Silvia Salgado). Como você trabalhou o perfil psicológico desse personagem?

Jonas Bloch: Já havia passado por um personagem que passava pelo mesmo tipo de problema em “Top Model”, o que me deu subsídios para trabalhar.

 

Photobucket

 

Jéfferson Balbino: Ainda na Rede Record você atuou na novela “Bela, a Feia” (2009), que é uma adaptação de uma obra mexicana. O que você pensa sobre o fato da Record importar e adaptar textos mexicanos?

Jonas Bloch: Nesse caso, a Televisa, mexicana, associou-se à Record, ao invés de produzir, num reconhecimento da qualidade das produções da Record.

Jéfferson Balbino: Em sua opinião, que mudanças à teledramaturgia brasileira sofreu ao longo dos anos?

Jonas Bloch: As novelas tocam em temas sociais, isso é importante, ajuda ao povo a ter mais consciência e, misturando com os condimentos do folhetim, consegue um resultado tanto artístico como de audiência. A Record exporta suas produções pra mais de cem países...


Photobucket

 

Jéfferson Balbino: Atualmente você vem dando um show de interpretação na novela “Máscaras” (Rede Record/2012). Como está sendo trabalhar com o nosso querido e talentoso novelista Lauro César Muniz?

Jonas Bloch: Lauro é um mestre, uma pessoa experiente, além de ser um ser humano admirável pela humanidade que passa em sua obra, como pelo seu humor inteligente. Eu já havia feito um filme baseado em uma de suas peças e fico feliz de estar nesta novela, tão intrigante, cheia de inovações e audácia.

Jéfferson Balbino: Que dica você deixa pra quem almeja seguir a carreira artística?

Jonas Bloch: Não se iluda com o que as revistas publicam, com o glamour, com a fama. Se não tiver uma verdadeira vocação, procure outro caminho.


Photobucket

Jéfferson Balbino: Antes de finalizarmos a nossa tradicional pergunta: Quais foram as melhores novelas que você assistiu?

Jonas Bloch: Eu não sou de seguir novelas. Vejo alguns capítulos de algumas, procuro acompanhar as que faço, mas prefiro ir ao Teatro, que é no mesmo horário.

 

Photobucket

Jéfferson Balbino: Jonas, muito obrigado por conceder essa entrevista ao “No Mundo dos Famosos”. Obrigado por tudo que você faz com a sua maravilhosa interpretação em prol da nossa dramaturgia, parabéns pela brilhante carreira e muito mais sucesso. Um grande abraço!

Jonas Bloch: Jéfferson, um abraço para seus leitores, obrigado pelos elogios, e um abraço para você.

Photobucket

 

Entrevista publicada em www.nomundodosfamosos.com.br em 23/05/2012



Escrito por jéfferson às 14h25
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial - NO MUNDO DOS FAMOSOS

OUTRAS ENTREVISTAS

 

(por ordem de publicação no site)

 

1 - NILSON XAVIER (escritor)

2 - MARGARETH BOURY (autora de novelas)

3 - REYNALDO BOURY (diretor de TV)

4 - BABI XAVIER (atriz/apresentadora)

5 - NÉLIO JÚNIOR (jornalista/repórter de TV)

6 - MARCÍLIO MORAES (autor de novelas)

7 - RICARDO LINHARES (autor de novelas)

8 - ANA MARIA MORETZSOHN (autora de novelas)

9 - DUCA RACHID (autora de novelas)

10 - ADA CHASELIOV (atriz)

11 - MAYRA DIAS GOMES (escritora)

12 - THELMA GUEDES (autora de novelas)

13 – ANDRÉ REBELLO (ator)

14 – KADU MOLITERNO (ator)

15 - MAURICIO MACHADO (ator)

16 - LAURO CÉSAR MUNIZ (autor de novelas)

17 - STELLA FREITAS (atriz)

18 - ALCIDES NOGUEIRA (autor de novelas)

19 - EDWIN LUISI (ator)

20 - MAURO ALENCAR (Doutor em Teledramaturgia/escritor)

21 - SOLANGE CASTRO NEVES (autora de novelas)

22 - WALTHER NEGRÃO (autor de novelas)

23 - BÁRBARA BRUNO (atriz)

24 - RENATA DIAS GOMES (autora de novelas)

25 - MATEUS CARRIERI (ator)

26 - LETÍCIA DORNELLES (autora de novelas)

27 - TAMARA TAXMAN (atriz)

28 - AIMAR LABAKI (dramaturgo/autor de novelas)

29 - LUCÉLIA SANTOS (atriz)

30 - FÁBIO FABRÍCIO FABRETTI (escritor)

31 - EDUARDO NASSIFE (escritor)

32 - ROSANE GOFMAN (atriz)

33 - CRISTIANNE FRIDMANN (autora de novelas)

34 - RODRIGO PHAVANELLO (ator)

35 - YOYA WURSCH (autora de novelas/roteirista)

36 - INGRA LIBERATO (atriz)

37 - JOÃO CAMARGO (ator)

38 - GILBERTO BRAGA (autor de novelas)

39 - DÉO GARCEZ (ator)

40 - PATRÍCIA MORETZSOHN (autora de novelas)

41 - BETH GOULART (atriz)

42 - MANOEL CARLOS (autor de novelas)

43 - VANESSA GOULARTT (atriz)

44 - DENISE EMMER (escritora)

45 - MARIA ADELAIDE AMARAL (autora de novelas)

46 - WALCYR CARRASCO (autor de novelas)

47 - LEONA CAVALLI (atriz)

48 - AZIZ BAJUR (dramaturgo)

49 - FÁTIMA FREIRE (atriz)

50 - VIVIAN DE OLIVEIRA (autora de novelas)

51 - JÉFFERSON BALBINO (blogueiro)

52 - SILVIO DE ABREU (autor de novelas)

53 - PEDRO NESCHLING (ator)

54 - JORGE BRASIL (jornalista)

55 - NORMA BLUM (atriz)

56 - DENISE DEL VECCHIO (atriz)

57 - RODRIGO ANDRADE (ator)

58 - LUCINHA LINS (atriz)

59 - CLAUDIO LINS (ator)

60 - NARJARA TURETTA (atriz)

61 - CLAUDINO MAYER (escritor/pesquisador em teledramaturgia)

62 - ANDRÉ FRATESCHI (ator)

63 - TUNA DWEK (atriz/escritora)

64 - TÂNIA BONDEZAN (atriz)

65 - GERALDO CARNEIRO (autor de novelas)

66 - ROSAMARIA MURTINHO (atriz)

67 - VINCENT VILLARI (autor de novelas)

68 - TÁSSIA CAMARGO (atriz)

69 - YVES DUMONT (autor de novelas)

70 - ANDRÉ DI MAURO (ator)

71 - HERSCH W. BASBAUM (escritor e dramaturgo)

72 - ELIANA GUTTMAN (atriz)

73 - RENATO MODESTO (ator, escritor, dramaturgo e novelista)

74 - FAFY SIQUEIRA (atriz, cantora, humorista e compositora)

75 - CACÁ DIEGUES (cineasta)

76 - CLARISSE ABUJAMRA (atriz)

77 - BLOTA FILHO (ator)

78 - MÁRCIO KIELING (ator)

79 - REJANE ARRUDA (atriz e Doutoranda em Artes Cênicas

80 - LUCIANA BRAGA (atriz)

81 - JÚLIO FISCHER (novelista e dramaturgo)

82 - ELIZABETH JHIN (autora de novelas)

83 - NEUSA MARIA FARO (atriz)

84 - AGUINALDO SILVA (autor de novelas)

85 - JOÃO VITTI (ator)

86 - CLÉO VENTURA (atriz)

87 - SUZY RÊGO (atriz)

88 - BEMVINDO SEQUEIRA (ator)

89 - EDSON SPINELLO (diretor)

90 - LEONARDO BRÍCIO (ator)

91 - EDUARDO TORNAGHI (ator)

92 - FABÍOLA REIPERT (jornalista)

93 - JONAS BLOCH (ator)

 

HISTÓRIAS DE NOVELISTAS

 

LAURO CÉSAR MUNIZ

 

SESSÃO ESPECIAL

 

Aniversário da autora MARIA ADELAIDE AMARAL

Jéfferson Balbino conversa com o ator LIMA DUARTE

Jéfferson Balbino conversa com a atriz REGINA DUARTE

CHIQUINHA GONZAGA

 

Fale com o NO MUNDO DOS FAMOSOS

 

www.nomundodosfamosos.com.br

jefferson.balbino@nomundodosfamosos.com.br



Escrito por jéfferson às 14h01
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Próximo Entrevistado: BRITTO JR.

Semana que Vem...

 

 

Minha "Entrevista Especial" é com o apresentador BRITTO JR., do reality "A Fazenda".

É imperdível!



Escrito por jéfferson às 13h45
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.



Histórico:

- 26/01/2014 a 01/02/2014
- 19/01/2014 a 25/01/2014
- 12/01/2014 a 18/01/2014
- 05/01/2014 a 11/01/2014
- 29/12/2013 a 04/01/2014
- 22/12/2013 a 28/12/2013
- 08/12/2013 a 14/12/2013
- 01/12/2013 a 07/12/2013
- 24/11/2013 a 30/11/2013
- 17/11/2013 a 23/11/2013
- 10/11/2013 a 16/11/2013
- 03/11/2013 a 09/11/2013
- 27/10/2013 a 02/11/2013
- 20/10/2013 a 26/10/2013
- 13/10/2013 a 19/10/2013
- 06/10/2013 a 12/10/2013
- 29/09/2013 a 05/10/2013
- 22/09/2013 a 28/09/2013
- 15/09/2013 a 21/09/2013
- 08/09/2013 a 14/09/2013
- 01/09/2013 a 07/09/2013
- 25/08/2013 a 31/08/2013
- 18/08/2013 a 24/08/2013
- 11/08/2013 a 17/08/2013
- 04/08/2013 a 10/08/2013
- 28/07/2013 a 03/08/2013
- 21/07/2013 a 27/07/2013
- 14/07/2013 a 20/07/2013
- 07/07/2013 a 13/07/2013
- 23/06/2013 a 29/06/2013
- 16/06/2013 a 22/06/2013
- 09/06/2013 a 15/06/2013
- 02/06/2013 a 08/06/2013
- 19/05/2013 a 25/05/2013
- 12/05/2013 a 18/05/2013
- 05/05/2013 a 11/05/2013
- 28/04/2013 a 04/05/2013
- 21/04/2013 a 27/04/2013
- 14/04/2013 a 20/04/2013
- 07/04/2013 a 13/04/2013
- 31/03/2013 a 06/04/2013
- 24/03/2013 a 30/03/2013
- 17/03/2013 a 23/03/2013
- 10/03/2013 a 16/03/2013
- 24/02/2013 a 02/03/2013
- 17/02/2013 a 23/02/2013
- 10/02/2013 a 16/02/2013
- 27/01/2013 a 02/02/2013
- 20/01/2013 a 26/01/2013
- 06/01/2013 a 12/01/2013
- 23/12/2012 a 29/12/2012
- 09/12/2012 a 15/12/2012
- 02/12/2012 a 08/12/2012
- 11/11/2012 a 17/11/2012
- 04/11/2012 a 10/11/2012
- 28/10/2012 a 03/11/2012
- 21/10/2012 a 27/10/2012
- 14/10/2012 a 20/10/2012
- 07/10/2012 a 13/10/2012
- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 26/08/2012 a 01/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 22/07/2012 a 28/07/2012
- 15/07/2012 a 21/07/2012
- 01/07/2012 a 07/07/2012
- 24/06/2012 a 30/06/2012
- 17/06/2012 a 23/06/2012
- 10/06/2012 a 16/06/2012
- 03/06/2012 a 09/06/2012
- 27/05/2012 a 02/06/2012
- 20/05/2012 a 26/05/2012
- 13/05/2012 a 19/05/2012
- 06/05/2012 a 12/05/2012
- 29/04/2012 a 05/05/2012
- 22/04/2012 a 28/04/2012
- 08/04/2012 a 14/04/2012
- 01/04/2012 a 07/04/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 18/03/2012 a 24/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 04/03/2012 a 10/03/2012
- 26/02/2012 a 03/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 05/02/2012 a 11/02/2012
- 29/01/2012 a 04/02/2012
- 22/01/2012 a 28/01/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 25/12/2011 a 31/12/2011
- 18/12/2011 a 24/12/2011
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 27/11/2011 a 03/12/2011
- 20/11/2011 a 26/11/2011
- 13/11/2011 a 19/11/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 30/10/2011 a 05/11/2011
- 23/10/2011 a 29/10/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 25/09/2011 a 01/10/2011
- 18/09/2011 a 24/09/2011
- 11/09/2011 a 17/09/2011
- 04/09/2011 a 10/09/2011
- 28/08/2011 a 03/09/2011
- 21/08/2011 a 27/08/2011
- 14/08/2011 a 20/08/2011
- 07/08/2011 a 13/08/2011
- 26/06/2011 a 02/07/2011
- 12/06/2011 a 18/06/2011
- 05/06/2011 a 11/06/2011
- 22/05/2011 a 28/05/2011
- 08/05/2011 a 14/05/2011
- 24/04/2011 a 30/04/2011
- 17/04/2011 a 23/04/2011
- 10/04/2011 a 16/04/2011
- 03/04/2011 a 09/04/2011
- 27/03/2011 a 02/04/2011
- 20/03/2011 a 26/03/2011
- 13/03/2011 a 19/03/2011
- 06/03/2011 a 12/03/2011
- 27/02/2011 a 05/03/2011
- 13/02/2011 a 19/02/2011
- 06/02/2011 a 12/02/2011
- 30/01/2011 a 05/02/2011
- 23/01/2011 a 29/01/2011
- 16/01/2011 a 22/01/2011
- 09/01/2011 a 15/01/2011
- 02/01/2011 a 08/01/2011
- 26/12/2010 a 01/01/2011
- 19/12/2010 a 25/12/2010
- 12/12/2010 a 18/12/2010
- 05/12/2010 a 11/12/2010
- 28/11/2010 a 04/12/2010