Entrevista Especial com CAROLINA FERRAZ

 

Todo jornalista parte do pressuposto que não deve ser tiete com nenhum famoso, ainda mais quando se esta junto com a celebridade... Mas e quando você conhece pessoalmente, tira foto e ainda entrevista sua maior ídola? Aquela que indiretamente te fez amar de maneira inverossímil e imensurável a teledramaturgia brasileira?

Pois foi assim, assistindo a novela “História de Amor” em 1995, eu com apenas 5 anos de idade, que me encantei pela personagem Paula Sampaio Moretti, tão bem interpretada por essa (me desculpem as outras) que pra mim é a maior e melhor atriz do mundo, pois foi deixando de brincar com meus amigos na rua e não vendo a hora de acabar as aulas pra chegar em casa e juntamente com a minha avó acompanhar os instigantes capítulos dessa inesquecível novela do nosso querido Maneco que me apaixonei não só por novelas, mas principalmente por essa belíssima e talentosa atriz, e essa minha admiração por ela só foi crescendo.

 

Com 7 anos eu terminava a tarefa de casa da escola antes de começar a então novela das oito “Por Amor” só pra vibrar junto com todo o Brasil nas tórridas cenas daquele cativante amor do casal Nando e Milena,  que foram de longe o grande destaque da novela, já no ano seguinte achei ela ainda mais linda com aquele cabelo enorme da Lucinha, a protagonista que ela viveu no remake de “Pecado Capital”, em 2001 eu me amarrava na sedutora Vanessa Rios de “Estrela-Guia”, já na novela “Sabor da Paixão” eu me encantei pela elegante advogada Clarissa Vidigal, ainda em 2002, me deliciei com a atriz de teatro Naomi Thierry na rápida participação dela na minissérie “O Quinto dos Infernos”, em 2013 eu fiquei perplexado ao vê-la se despir de toda vaidade em prol de sua masculinizada e divertida Rubi Calderón, e em 2004, o que me motivou a abandonar o remake da novela “A Escrava Isaura” e dar toda minha atenção a insonsa novela “Começar de Novo” foi a entrada na trama da atrapalhada  Gisela Manhães, e em 2005, meu foco na novela “Belíssima” não era nos mistérios que envolvia a vilã Bia Falcão, mas sim no núcleo da agência Razze Dazze da Rebeca Cavalcanti da novela “Belíssima”...

Já em 2008, ela obteve uma imensa repercussão como a vilã Norma Gusmão na novela “Beleza Pura” e bastou apenas uma cena em que a personagem grita: “Eu sou rica”, pra se conquistar o público e se tornar uma das cenas antológicas da história da teledramaturgia brasileira, ainda nesse ano o SBT reprisa a magnifica novela “Pantanal”, e embora na época ela não querer seguir a carreira de atriz e atuar nessa novela, o show de interpretação que ela passava já era mais que visível, após tantas mulher fortes e marcantes eis que em 2010 finalmente surge a oportunidade dela fazer a submissa Maria Clara Viegas.

E, em 2011, além da envolvente Maria da microssérie “Amor em Quatro Atos” ela ainda deu vida a irresistível Amanda Mello Assunção no remake da novela “O Astro”, e não deixou nada a desejar pra interpretação que a saudosa Dina Sfat fez na versão original desse clássico de Janete Clair, em 2012, obviamente, eu contrariando todo o Brasil, não fiquei antenado nas malvadezas da celebre vilã Carminha, mas sim nas peripécias da Aléxia, a mais bonita entre as três mulheres do Cadinho de “Avenida Brasil”.

E atualmente ela vem brilhando como a misteriosa vilã Tereza da novela “Além do Horizonte”. Eu lamento muito não ter nascido antes pra ter visto sua estreia no programa “Shock”, ou então ter sido telespectador assíduo do “Programa de Domingo”, lamento ainda de ter sido muito pequeno e não ter acompanhado o trabalho dela na minissérie “Escrava Anastácia”, onde ela deu vida a sua primeira vilã na teledramaturgia, a Sinhá, lamento também não ter conhecido o trabalho dessa inconfundível atriz como a Cristina Andreati em “O Fantasma da Ópera” e como a Lucília da minissérie “Floradas na Serra”, me contento, porém, não muito com os poucos vídeos que tem e que já vi no Youtube dela apresentando o “Fantástico” e torço igual um louco pra um dia a Globo ou o Canal Viva reprisar as novelas: “O Mapa da Mina” e “Pátria Minha”, pois só assim irei ter o privilégio de conhecer a Bruna Torres de Almeida Lovatelli e a Beatriz Aboim...

Dona de uma imensa versatilidade, ela se destaca em todos os veículos que transita como no Teatro onde entre muitos trabalhos tem um merecido reconhecimento por sua atuação no monologo “Selvagem como o Vento” e ainda na comédia “O Rim” que além de estrelar ela mesma produziu.

No Cinema adorei vê-la em todos os filmes, principalmente no longa “Amores Possíveis”, onde ela vive 3 distintas personagens, é uma pena que ainda não consegui achar em lugar algum pra ver o longa “Mater Dei”, e na primeira brecha que tiver vou correr ao Cinema pra conferir a Vanusa que ela faz em “As Aventuras de Crô”. E, por isso conhece-la pessoalmente na festa de lançamento da novela “Além do Horizonte” fez desse um dos melhores acontecimentos de toda a minha vida, sem qualquer pudor diria que já poderia morrer feliz, afinal esperei muito por esse encontro, mas não quero morrer já não (risos) até porque quero muito reencontrá-la em outra ocasião. E quando ela disse que fui um querido com ela no Twitter (@missferraz)? Me transbordei de felicidade, me sinto feliz até em ter miopia igual ela (risos) e ser formado e apaixonado em História, como minha musa... Enfim elucidei todo esse contexto pra que você leitores do “No Mundo dos Famosos” compreendesse com total exatidão como essa é uma “Entrevista mais que Especial” pra mim, e acima disso verem que eu Jéfferson Balbino tenho um amor incondicional de fã por essa estrela e ainda uma imensidão de sentimentos por cada personagem que ela deu vida e que povoa meu imaginário e que habita no meu coração. E eu admito que sou fã daqueles fanáticos mesmo, que quando houve a risada dela (que faz meu coração disparar) no comercial do Zero Cal saí correndo pra frente da TV  só pra conferir aquela beleza esplendorosa que só ela tem. Eu posso não ser o melhor fã dela, mas ela é a melhor ídola do mundo pra mim, e acima de tudo uma artista que me dá muito orgulho, tamanho o talento, o respeito e a dedicação que ela encara a profissão. Por isso faço minha as palavras do novelista Manoel Carlos, de quando eu o entrevistei: Carolina Ferraz é admirável. É uma atriz sensível e de uma personalidade inconfundível. Não se parece com nenhuma outra. Deixa uma marca em tudo que faz”. Minha entrevistada é a querida CAROLINA FERRAZ.

“Quando entro no set de gravação, entro com o intuito absoluto, total e completo de contribuir sabe Jéfferson? Eu acho que essa é a grande obrigação do ator quando ele atinge certa maturidade...”.

(Carolina Ferraz)

Jéfferson Balbino: Carol, vamos começar falando do seu atual trabalho que é a vilã Tereza na novela “Além do Horizonte” (TV Globo/2013)... Ela só foi aparecer depois de alguns capítulos né?

Carolina Ferraz: Sim, ela entra na história a partir do capítulo 14, ou seja, eles já estavam super entrosados, já gravando, trabalhando juntos há dois meses e eu fui a última a aparecer na novela...

Jéfferson Balbino: E o que você destacaria da autoria dos estreantes autores, os nossos queridos Carlos Gregório e Marcos Bernstein?

Carolina Ferraz: São dois novos autores o Carlos Gregório e o Marcos Bernstein, o [Carlos] eu já conheço há vários anos porque ele já era ator e porque eu também vi algumas coisas que ele escreveu, acho ele super bacana, e o Marquinhos também eu conhecia o trabalho dele, mais no Cinema, mas eu estou na maior expectativa tudo que eu li até agora eu adorei...

Jéfferson Balbino: E você é a vilã da novela né (risos)...

Carolina Ferraz: Pois é, sou a vilã e já me disseram que não há escapatória, não tem como eu tentar humanizar não porque realmente ela é vilã e acabou... (risos)

Jéfferson Balbino: E ela é uma vilã tipo a Norma Gusmão que você fez na novela “Beleza Pura” (TV Globo/2008) ou não?

Carolina Ferraz: Cada vilã é de um jeito, eu já fiz várias vilãs, eu gosto de fazer vilã...

Jéfferson Balbino: E você pode nos adiantar se ela é uma vilã que mata com as próprias mãos ou é daquelas que só premedita?

 

Carolina Ferraz: Oh Jéfferson, por enquanto até agora que eu saiba eu não matei ninguém na novela (risos)... Mas vai que ela ainda mata né? Vamos ver o que os autores me reservam...



Escrito por jéfferson às 13h17
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial com CAROLINA FERRAZ

 

Jéfferson Balbino: E como surgiu o convite pra você atuar na novela “Além do Horizonte”? Porque você estava no teatro com a peça “Três Dias de Chuva” e de repente saiu na Imprensa à notícia que você faria a novela...

Carolina Ferraz: Não, não... Já estava programado!

Jéfferson Balbino: Eu me tornei seu fã inveterado quando assiste você nas novelas do nosso querido Maneco, tanto em “História de Amor” (TV Globo/1995), onde você viveu a possessiva Paula Moretti como em “Por Amor” (TV Globo/1997) onde você deu vida a irresistível Milena. O que esses trabalhos e esse conceituado autor representam na sua carreira?

Carolina Ferraz: Primeiro Jéfferson, é que eu tenho uma admiração e um respeito profundo pelo Manoel Carlos, eu acho que ele é o maior retratista do cotidiano né? Ele é um cronista da vida do carioca, do dia a dia do carioca, ele descreve muito bem o cotidiano de uma mulher no Rio de Janeiro né? Ele fala muito bem da cidade, quase como se fosse uma personagem complementar nas histórias dele...

Jéfferson Balbino: E como era sua relação com ela quando você atuou nessas novelas dele?

Carolina Ferraz: Ele sempre foi extremamente generoso comigo, sou super agradecida ao Maneco, fiz coisas incríveis com ele como a Paula Moretti e como a Milena né? Então o Maneco é um querido, eles estão agora fazendo a próxima das nove dele, e eu sei que vai ser uma novela bacana pelo que eu sei através de todos os amigos que estão lá e pelo que eu conversei com meus colegas, eu estou feliz por ele, pena que vai ser a última novela que ele irá escrever né? Será que realmente será a última? Não sei, não sabemos (risos).

Jéfferson Balbino: Carol, um fato interessante de sua carreira é que você começou como apresentadora no “Programa de Domingo” na extinta Rede Manchete, também apresentou por um curto período o “Fantástico” e o “Você Decide”, ambos na TV Globo. Você pensa, em longo prazo, em voltar a apesentar um programa na televisão ou é uma espécie de função que não lhe agrada mais?

Carolina Ferraz: Não... Eu acho apresentar muito legal! Muito bacana... Jéfferson, eu acho apresentar uma das coisas mais bacanas que as pessoas podem fazer quando é ao vivo.

Jéfferson Balbino: Porque Carol?

Carolina Ferraz: Porque em estúdio eu acho que já tem uma adrenalina, é claro que pra você ser um bom apresentador você tem que ter gancho eu acho que não é atoa que se chega a ser como um Faustão ou um Luciano Huck, esses caras ralaram muito tempo né? Mas eu acho apresentação muito bacana.

Jéfferson Balbino: Então você voltaria a apresentar um programa de televisão?

Carolina Ferraz: Eu não acho que voltaria a apresentar telejornal que é muito parado, apesar de ser interessante também, afinal me deu uma escola muito boa fazer durante 1 ano o “Fantástico” ao vivo. É outra coisa quando abre a câmera e vamos lá... Agora eu acho apresentação um máximo, eu respeito todos os meus colegas apresentadores e acho ótimos.

Jéfferson Balbino: No começo da sua carreira você relutou em se tornar atriz, foi contrariada atuar na novela “Pantanal” (Rede Manchete/1990) e com o tempo se tornou uma grande atriz em todos os veículos em que atuou... O que você acredita ser mais gratificante na carreira de atriz?

Carolina Ferraz: Poder sempre atuar é pra mim o mais gratificante que a carreira de atriz me proporciona.

Jéfferson Balbino: E o que você acredita ser sua maior contribuição na história da teledramaturgia brasileira?

Carolina Ferraz: Que pergunta difícil Jéfferson, eu nunca pensei nesse aspecto, sou tão pequenininha comparada à história da teledramaturgia, a vontade que eu tenho é de trabalhar muito sempre... Não parar nunca e a cada hora fazer mais trabalhos, eu estou tão animada pra trabalhar Jéfferson que eu acredito que estou na minha melhor fase profissional.

Jéfferson Balbino: A atriz Eva Wilma foi a sua mãe em diversas novelas como: “O Mapa da Mina’ (TV Globo/1993), na novela “História de Amor” e no Caso Especial “Férias sem Volta”... Como foi pra você contracenar e conviver ao longo desses trabalhos com uma magistral atriz como a nossa querida Vivinha?

Carolina Ferraz: Eu adoro a Vivinha, ela foi minha mãe duas vezes e na terceira era uma tia que fazia às vezes de mãe. Eu sou fã da Eva Wilma, ela sempre foi uma atriz de uma generosidade enorme, ela sabe absolutamente tudo, e estar perto de atores como ela é um grande privilégio, é um prazer, eu sou uma atriz interessada, gosto muito desse oficio, pra mim esse é o meu ofício mesmo, e eu presto muita atenção nas pessoas, desde o diretor até o cabo, o câmera, eu quando entro no set de gravação entro com o intuito absoluto, total e completo de contribuir sabe Jéfferson? Eu acho que essa é a grande obrigação do ator quando ele atinge certa maturidade, cada um faz sucesso num momento ou outro, às vezes menos e às vezes mais, porém, independente de sua trilha individual a televisão só acontece no coletivo, não há como fazer televisão se não pensar no conjunto e não é papo furado, o Boni sempre dizia isso e tem toda razão. Então assim eu tive o prazer de trabalhar com pessoas como a Eva Wilma e que me mostraram isso muito rápido e foi legal. Adoro a Vivinha, ela me deu minha galharufa (risos).

Jéfferson Balbino: E você é uma atriz que também assiste novela?

Carolina Ferraz: Ah sim, principalmente quando estou começando a gravar como agora, estou vendo tudo!

Jéfferson Balbino: Carol, uma das suas obras primas na nossa teledramaturgia foi seu primoroso trabalho em “Kubanacan”, onde você deu vida a Rubi Calderón que embora fosse toda masculinizada, diferente de tudo que você já havia feito, era também extremamente romântica. Que lembranças você tem dos bastidores dessa novela?

Carolina Ferraz: Eu também adorava "Kubanacan" e adoro o [Carlos] Lombardi.

Jéfferson Balbino: Já entrevistei dezenas de atores que não gostam de assistir novelas ou alegam não ter tempo de parar para vê-las...

Carolina Ferraz: Gente como isso é possível? A gente trabalha com isso, é claro que tem que assistir.

Jéfferson Balbino: E como telespectadora tem alguma novela que te marcou?

Carolina Ferraz: Tem muitas novelas que me marcaram, quando a gente cozinha, a gente não fica muito indo em restaurante né? (risos). Então quando a gente atua talvez não fica vendo tanta novela, mas em época de gravação, em época que vou começar algum trabalho eu vejo tudo.

Jéfferson Balbino: Querida, foi uma honra enorme ter entrevistado você que sempre, ao lado da minha querida Rosinha [Rosamaria Murtinho], foi minha musa e ídola incondicional. Tenho uma imensurável admiração por seu trabalho. Parabéns pela brilhante carreira, super obrigado por ter concedido essa entrevista ao “No Mundo dos Famosos”, muito mais sucesso e um grande beijo!

 

Carolina Ferraz: Imagina querido, obrigada a você Jéfferson, e parabéns só galera de primeira nas entrevistas, um beijo!



Escrito por jéfferson às 13h14
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





FIM DE ANO É AQUI



Escrito por jéfferson às 13h13
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





AINDA HOJE: CAROLINA FERRAZ



Escrito por jéfferson às 13h07
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.



Histórico:

- 26/01/2014 a 01/02/2014
- 19/01/2014 a 25/01/2014
- 12/01/2014 a 18/01/2014
- 05/01/2014 a 11/01/2014
- 29/12/2013 a 04/01/2014
- 22/12/2013 a 28/12/2013
- 08/12/2013 a 14/12/2013
- 01/12/2013 a 07/12/2013
- 24/11/2013 a 30/11/2013
- 17/11/2013 a 23/11/2013
- 10/11/2013 a 16/11/2013
- 03/11/2013 a 09/11/2013
- 27/10/2013 a 02/11/2013
- 20/10/2013 a 26/10/2013
- 13/10/2013 a 19/10/2013
- 06/10/2013 a 12/10/2013
- 29/09/2013 a 05/10/2013
- 22/09/2013 a 28/09/2013
- 15/09/2013 a 21/09/2013
- 08/09/2013 a 14/09/2013
- 01/09/2013 a 07/09/2013
- 25/08/2013 a 31/08/2013
- 18/08/2013 a 24/08/2013
- 11/08/2013 a 17/08/2013
- 04/08/2013 a 10/08/2013
- 28/07/2013 a 03/08/2013
- 21/07/2013 a 27/07/2013
- 14/07/2013 a 20/07/2013
- 07/07/2013 a 13/07/2013
- 23/06/2013 a 29/06/2013
- 16/06/2013 a 22/06/2013
- 09/06/2013 a 15/06/2013
- 02/06/2013 a 08/06/2013
- 19/05/2013 a 25/05/2013
- 12/05/2013 a 18/05/2013
- 05/05/2013 a 11/05/2013
- 28/04/2013 a 04/05/2013
- 21/04/2013 a 27/04/2013
- 14/04/2013 a 20/04/2013
- 07/04/2013 a 13/04/2013
- 31/03/2013 a 06/04/2013
- 24/03/2013 a 30/03/2013
- 17/03/2013 a 23/03/2013
- 10/03/2013 a 16/03/2013
- 24/02/2013 a 02/03/2013
- 17/02/2013 a 23/02/2013
- 10/02/2013 a 16/02/2013
- 27/01/2013 a 02/02/2013
- 20/01/2013 a 26/01/2013
- 06/01/2013 a 12/01/2013
- 23/12/2012 a 29/12/2012
- 09/12/2012 a 15/12/2012
- 02/12/2012 a 08/12/2012
- 11/11/2012 a 17/11/2012
- 04/11/2012 a 10/11/2012
- 28/10/2012 a 03/11/2012
- 21/10/2012 a 27/10/2012
- 14/10/2012 a 20/10/2012
- 07/10/2012 a 13/10/2012
- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 26/08/2012 a 01/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 22/07/2012 a 28/07/2012
- 15/07/2012 a 21/07/2012
- 01/07/2012 a 07/07/2012
- 24/06/2012 a 30/06/2012
- 17/06/2012 a 23/06/2012
- 10/06/2012 a 16/06/2012
- 03/06/2012 a 09/06/2012
- 27/05/2012 a 02/06/2012
- 20/05/2012 a 26/05/2012
- 13/05/2012 a 19/05/2012
- 06/05/2012 a 12/05/2012
- 29/04/2012 a 05/05/2012
- 22/04/2012 a 28/04/2012
- 08/04/2012 a 14/04/2012
- 01/04/2012 a 07/04/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 18/03/2012 a 24/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 04/03/2012 a 10/03/2012
- 26/02/2012 a 03/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 05/02/2012 a 11/02/2012
- 29/01/2012 a 04/02/2012
- 22/01/2012 a 28/01/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 25/12/2011 a 31/12/2011
- 18/12/2011 a 24/12/2011
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 27/11/2011 a 03/12/2011
- 20/11/2011 a 26/11/2011
- 13/11/2011 a 19/11/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 30/10/2011 a 05/11/2011
- 23/10/2011 a 29/10/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 25/09/2011 a 01/10/2011
- 18/09/2011 a 24/09/2011
- 11/09/2011 a 17/09/2011
- 04/09/2011 a 10/09/2011
- 28/08/2011 a 03/09/2011
- 21/08/2011 a 27/08/2011
- 14/08/2011 a 20/08/2011
- 07/08/2011 a 13/08/2011
- 26/06/2011 a 02/07/2011
- 12/06/2011 a 18/06/2011
- 05/06/2011 a 11/06/2011
- 22/05/2011 a 28/05/2011
- 08/05/2011 a 14/05/2011
- 24/04/2011 a 30/04/2011
- 17/04/2011 a 23/04/2011
- 10/04/2011 a 16/04/2011
- 03/04/2011 a 09/04/2011
- 27/03/2011 a 02/04/2011
- 20/03/2011 a 26/03/2011
- 13/03/2011 a 19/03/2011
- 06/03/2011 a 12/03/2011
- 27/02/2011 a 05/03/2011
- 13/02/2011 a 19/02/2011
- 06/02/2011 a 12/02/2011
- 30/01/2011 a 05/02/2011
- 23/01/2011 a 29/01/2011
- 16/01/2011 a 22/01/2011
- 09/01/2011 a 15/01/2011
- 02/01/2011 a 08/01/2011
- 26/12/2010 a 01/01/2011
- 19/12/2010 a 25/12/2010
- 12/12/2010 a 18/12/2010
- 05/12/2010 a 11/12/2010
- 28/11/2010 a 04/12/2010