Entrevista Especial com ITTALA NANDI

 

Hoje eu entrevisto uma atriz que é um grande exemplo de vocação e talento. Dona de um talento imensurável e uma vontade estrondosa de exercer seu oficio ela consegue imprimir com seriedade e credibilidade sua marca em cada atuação, cada personagem que ela dá vida é sempre uma dádiva. Vale ressaltar a beleza dessa grande atriz, linda por dentro e por fora! A “Entrevista Especial” do “No Mundo dos Famosos” é com a querida ITTALA NANDI.

“Encontrar personagens como os que eu tenho encontrado em minha carreira é sempre muito gratificante. Faço pouca televisão, mas o que tenho feito é muito marcante. Os personagens me escolhem, isso eu já percebi comigo.”

(Ittala Nandi)

Jéfferson Balbino: Quando e como surgiu seu interesse pela carreira artística?

Ittala Nandi: Quando ouvia as histórias mitológicas que meu pai me contava quando ainda era uma pré-adolescente. 

Jéfferson Balbino: E como foi seu começo de carreira? Quais foram às dificuldades enfrentadas?

Ittala Nandi: Nenhuma dificuldade pode parecer estranho, mas foi assim mesmo. Quando Fernando Peixoto crítico de cinema e teatro do jornal Correio do Povo de P. Alegre na peça de Ionesco A CANTORA CARECA, eu tinha 14 pra 15 anos ele escreveu que nascia uma grande atriz. Casei com ele e com isso passei a frequentar a roda de cultura mais avançada de Porto Alegre. Ali fiz a peça O DESPACHO de Mário de Almeida, um sucesso absoluto que foi vista por Augusto Boal. Naquele mesmo ano Fernando e eu seguimos para o Rio ele convidado para dirigir no Teatro Oficina. Logo recomendada por Boal ao Zé Celso (José Celso Martinez Correa) diretor genial do Teatro Oficina, faço um personagem na peça de Glaucio Gill TODA DONZELA TEM UM PAI QUE É UMA FERA e ganho prêmio de Melhor Atriz, nesse primeiro trabalho. Passei a ser a atriz principal do Teatro Oficina participando de trabalhos ícones do teatro brasileiro, como GALILEU GALILEI (B.Brecht), PEQUENOS BURGUESES (M.Gorki), NA SELVA DAS CIDADES (B. Brecht).

Jéfferson Balbino: Sua estreia na teledramaturgia da TV Globo ocorreu em “O Pulo do Gato” (1979). Como foi essa primeira experiência?

 

Ittala Nandi: Horrível porque era plena ditadura militar e eu tive um posicionamento coerente com meus princípios e fui perseguida naquela época. 



Escrito por jéfferson às 03h26
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial com ITTALA NANDI

 

Jéfferson Balbino: Você deu um show de interpretação na novela “Direito de Amar” (TV Globo/1987), onde você deu vida a Joana que era uma mulher misteriosa e tida como louca e que sofria nas mãos do vilão Monserrat (Carlos Vereza). Como você trabalhou o perfil psicológico dessa marcante personagem?

Ittala Nandi: Esse foi sim um trabalho muito difícil, mas que a boa direção do diretor Jayme Monjardim que me deu todos os ingredientes que eu precisava para construir aquele admirável personagem criado por Janete Clair e desenvolvido por Walter Negrão, muita dedicação de minha parte e absoluta entrega, me permitiram criar Joana, A Louca do Sobrado com toda alegria do meu ser.

Jéfferson Balbino: O que é mais gratificante na carreira de atriz?

Ittala Nandi: Encontrar personagens como os que eu tenho encontrado em minha carreira é sempre muito gratificante. Faço pouca televisão, mas o que tenho feito é muito marcante. Os personagens me escolhem, isso eu já percebi comigo.

Jéfferson Balbino: E como foi o processo de composição da Loulou Lion sua personagem na novela “Que Rei Sou Eu?” (TV Globo/1989)?

Ittala Nandi: Loulou Lion é uma personagem admirável, bem humorada, revolucionaria, muito parecida comigo. Cassiano Gabus Mendes que era um homem de esquerda sabia das minhas posições políticas e criou esse personagem com muitas coisas que se identificavam comigo. E foi maravilhoso trabalhar com atores tão geniais, muitos já partiram, e sob a direção humorosa de Jorge Fernando.

Jéfferson Balbino: Que lembranças você tem do seu trabalho na minissérie “Mãe de Santo” (TV Manchete/1990)?

Ittala Nandi: Lembranças ótimas porque foi um personagem que representava a entidade do candomblé OXUMARÊ, que coincidentemente é a minha entidade de frente. Eu não ia fazer porque estava com passagem marcada para a Índia, onde iria rodar meu segundo documentário INDIA O CAMINHO DOS DEUSES, mas também muito estranhamente a personagem do episódio termina partindo para a Índia. Estranho não é?

Jéfferson Balbino: Você também fez parte do elenco da clássica novela “Pantanal” (TV Manchete/1990). Sua personagem, a Madeleine, teve um final pouco expressivo... O que de fato ocasionou sua saída antes do final da trama? O final que a sua personagem teve lhe agradou?

Ittala Nandi: Essa é uma história complicada, Madeleine era a personagem principal da novela, mas... Já havíamos iniciado as gravações há um mês quando recebo o OK do governo da Índia para filmar lá o meu documentário em que eles seriam meus coprodutores, mas eu precisava ir antes do final daquele ano, em outubro/1990. Estávamos em setembro. Fui até o diretor Jaime Monjardim e pedi a ele que falasse ao autor que eu precisava sair da novela pelas razões que expus aqui. Não se conhece nenhuma atriz na história das telenovelas brasileiras que tenha feito algo semelhante, principalmente porque a novela Pantanal era o mais absoluto sucesso. Mas eu não podia perder a oportunidade que o Governo da Índia me dava. E com isso Madeleine morre quando o helicóptero cai no pantanal. Na história ela não morria e era assistida e cuidada pelo Velho do Rio e no final reencontra com seu filho Juventino e com seu marido Claudio Marzo. Lamento muito isso, mas não podia ser diferente.

Jéfferson Balbino: O que você destacaria da sua carreira no Cinema?

Ittala Nandi: Apesar de ser uma atriz de origem no teatro, foi no cinema que fiz meus melhores personagens em filmes estelares de diretores geniais: GUERRA CONJUGAL (Prêmio Air France de Melhor Atriz) e O HOMEM DO PAU BRASIL ambos dirigidos por Joaquim Pedro de Andrade; OS DEUSES E OS MORTOS (Prêmio Coruja de Ouro de Melhor Atriz) de Ruy Guerra; SAGARANA, O DUELO de Paulo Thiago, representou o Brasil no Festival de Berlim; PINDORAMA de Arnaldo Jabor, representou o Brasil no Festival Internacional de Cinema de Cannes – France; PRATA PALOMARES de André Faria, representou o Brasil no Festival Internacional de Cinema de Cannes na Mostra Semmaine della Critique. Ao todo são 25 filmes até hoje como atriz e como diretora, produtora e narradora realizei IN  VINO VERITAS e ÍNDIA, O CAMINHO DOS DEUSES.

Jéfferson Balbino: E como foi dar vida à Iolanda na novela “74.5 – Uma Onda no Ar” (TV Manchete/1994)?

Ittala Nandi: Uma bobagem que fiz por amizade a Cecil Thiré que dirigia a novela.

Jéfferson Balbino: Além de “74.5 – Uma Onda no Ar”, você trabalhou com o Roberto Talma também na novela “Colégio Brasil” (TV Manchete/1996). Como foi ser dirigida por esse talentoso diretor?

Ittala Nandi: Outra telenovela que não deixou qualquer marca e que naquele momento encontrou um Roberto Talma sem grande expressão. Valeu pelo convívio com os colegas.

Jéfferson Balbino: No teatro, qual foi o espetáculo que mais lhe marcou?

 

Ittala Nandi: Sem dúvida foi O REI DA VELA, de Oswald de Andrade fazendo a brilhante personagem Heloisa de Lesbos. 



Escrito por jéfferson às 03h23
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Entrevista Especial com ITTALA NANDI

 

Jéfferson Balbino: Na Rede Record, você atuou em algumas novelas escritas pelo brilhante novelista Tiago Santiago como: “Prova de Amor” (2005) e a saga de “Os Mutantes” (2007-2009). O que você ressaltaria dessa parceria?

Ittala Nandi: Além de sermos amigos/irmãos há muitos e muitos anos, quando fizemos outras parcerias como na peça teatral que ele escreveu DNA, NOSSA COMÉDIA que produzi e atuei, fizemos também BRIDA de Paulo Coelho, grande trabalho de Tiago, e na televisão os dois trabalhos que você sita sendo que a Dra. Julia de OS MUTANTES é uma obra prima de personagem. Tiago tem o dom de criar magia em seus escritos e seus personagens são sempre adoráveis.

Jéfferson Balbino: Você também atuou na minissérie “Sansão e Dalila” (Rede Record/2011), onde interpretou a Zaira. Qual foi a maior dificuldade que você encontrou pra interpretar essa personagem bíblica?   

Ittala Nandi: Nenhuma, a produção era muito cuidada, o que nos permitiu por termos ensaiado durante três meses antes de a novela iniciar, nos sentir muito a vontade nos nossos personagens, pelo menos comigo foi assim. Gosto muito desses seriados bíblicos da Record, são extremamente bem produzidos.

Jéfferson Balbino: Como é a Ittala Nandi telespectadora? O que você gosta de assistir na televisão?

Ittala Nandi: Gosto de noticiários, dos canais Max que mostram muitos filmes de cinematografias que quase não vemos em nosso cinema colonizado pelas distribuidoras americanas e às vezes vejo alguns capítulos das novelas. Mesmo as que eu faço pouco vejo, porque se nos vemos, pelo menos pra mim, isso mecaniza o trabalho de interpretação.

Jéfferson Balbino: Qual foi sua fonte de inspiração pra interpretar a estilista francesa Catherine na novela “Dona Xepa” (Rede Record/2013)?

Ittala Nandi: Foi a estilista Chanel, pois as roupas e seu estilo foram inspirados nela.

Jéfferson Balbino: Agora com o fim da novela o que você pretende fazer? Já tem algum projeto pra 2014?

Ittala Nandi: Estou lançando minha biografia pela Editora Giostri feita pelo autor italiano Claudio Maria Valentinetti que se chama ITTALA NANDI O CAMINHO DE UMA DEUSA. Estou Tb revisando o meu próximo livro, um romance O SONHO DE VESTA que será lançado pela Editora Jaguatirica em abril do próximo ano; estou em pré-produção da peça que escrevi O DIABO E A AVÓ que farei no próximo ano com o ator Luciano Szafir; escrevendo uma nova peça LOU SALOMÉ, sobre essa grande ensaísta e escritora alemã que foi inspiradora de Nietezshe, Rilke e Freud.

Jéfferson Balbino: O que você acredita ter sido sua maior contribuição para seu oficio?

Ittala Nandi: Foi ter me tornado educadora depois de ter criado duas grandes escolas: a ESCOLA DE FORMAÇÃO DE ATORES DA UNIVER CIDADE do RIO DE JANEIRO, que coordenei durante 9 anos o que me valeu o Notório Saber de Dra. em Artes Cênicas, outorgado pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro UNIRIO. A seguir fui convidada pelo Governador Roberto Requião para fomentar o polo de cinema do Paraná e lá criei a ESCOLA SUL-AMERICANA DE CINEMA E TV DO PARANÁ – CINETVPR que criei e coordenei de 2005 até 2007 além de realizadora do Festival do Paraná de Cinema Latino Americano que existiu de 2005 à 2010, que quando o atual governador Beto Richa jogou no lixo. Fiquei também muito honrada quando fui homenageada através da Ordem do Mérito Cultural como Comendadora pela Presidência da República Federativa do Brasil.

Jéfferson Balbino: Antes de finalizarmos, nossa pergunta de praxe: Quais foram as melhores novelas que você já assistiu?

Ittala Nandi: DIREITO DE AMAR, QUE REI SOU EU? e OS MUTANTES.

Jéfferson Balbino: Querida foi uma honra imensurável ter você aqui “No Mundo dos Famosos”. Parabéns pela brilhante carreira, muito mais sucesso... Um grande beijo!

 

Ittala Nandi: Agradeço muito você Jéfferson, adorei ser entrevistada por você. Beijos!



Escrito por jéfferson às 03h22
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Em Breve



Escrito por jéfferson às 03h20
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.





Próxima Entrevistada: ITTALA NANDI



Escrito por jéfferson às 03h19
- Comente aqui


Deixe o seu comentário.



Histórico:

- 26/01/2014 a 01/02/2014
- 19/01/2014 a 25/01/2014
- 12/01/2014 a 18/01/2014
- 05/01/2014 a 11/01/2014
- 29/12/2013 a 04/01/2014
- 22/12/2013 a 28/12/2013
- 08/12/2013 a 14/12/2013
- 01/12/2013 a 07/12/2013
- 24/11/2013 a 30/11/2013
- 17/11/2013 a 23/11/2013
- 10/11/2013 a 16/11/2013
- 03/11/2013 a 09/11/2013
- 27/10/2013 a 02/11/2013
- 20/10/2013 a 26/10/2013
- 13/10/2013 a 19/10/2013
- 06/10/2013 a 12/10/2013
- 29/09/2013 a 05/10/2013
- 22/09/2013 a 28/09/2013
- 15/09/2013 a 21/09/2013
- 08/09/2013 a 14/09/2013
- 01/09/2013 a 07/09/2013
- 25/08/2013 a 31/08/2013
- 18/08/2013 a 24/08/2013
- 11/08/2013 a 17/08/2013
- 04/08/2013 a 10/08/2013
- 28/07/2013 a 03/08/2013
- 21/07/2013 a 27/07/2013
- 14/07/2013 a 20/07/2013
- 07/07/2013 a 13/07/2013
- 23/06/2013 a 29/06/2013
- 16/06/2013 a 22/06/2013
- 09/06/2013 a 15/06/2013
- 02/06/2013 a 08/06/2013
- 19/05/2013 a 25/05/2013
- 12/05/2013 a 18/05/2013
- 05/05/2013 a 11/05/2013
- 28/04/2013 a 04/05/2013
- 21/04/2013 a 27/04/2013
- 14/04/2013 a 20/04/2013
- 07/04/2013 a 13/04/2013
- 31/03/2013 a 06/04/2013
- 24/03/2013 a 30/03/2013
- 17/03/2013 a 23/03/2013
- 10/03/2013 a 16/03/2013
- 24/02/2013 a 02/03/2013
- 17/02/2013 a 23/02/2013
- 10/02/2013 a 16/02/2013
- 27/01/2013 a 02/02/2013
- 20/01/2013 a 26/01/2013
- 06/01/2013 a 12/01/2013
- 23/12/2012 a 29/12/2012
- 09/12/2012 a 15/12/2012
- 02/12/2012 a 08/12/2012
- 11/11/2012 a 17/11/2012
- 04/11/2012 a 10/11/2012
- 28/10/2012 a 03/11/2012
- 21/10/2012 a 27/10/2012
- 14/10/2012 a 20/10/2012
- 07/10/2012 a 13/10/2012
- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 26/08/2012 a 01/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 22/07/2012 a 28/07/2012
- 15/07/2012 a 21/07/2012
- 01/07/2012 a 07/07/2012
- 24/06/2012 a 30/06/2012
- 17/06/2012 a 23/06/2012
- 10/06/2012 a 16/06/2012
- 03/06/2012 a 09/06/2012
- 27/05/2012 a 02/06/2012
- 20/05/2012 a 26/05/2012
- 13/05/2012 a 19/05/2012
- 06/05/2012 a 12/05/2012
- 29/04/2012 a 05/05/2012
- 22/04/2012 a 28/04/2012
- 08/04/2012 a 14/04/2012
- 01/04/2012 a 07/04/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 18/03/2012 a 24/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 04/03/2012 a 10/03/2012
- 26/02/2012 a 03/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 05/02/2012 a 11/02/2012
- 29/01/2012 a 04/02/2012
- 22/01/2012 a 28/01/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 25/12/2011 a 31/12/2011
- 18/12/2011 a 24/12/2011
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 27/11/2011 a 03/12/2011
- 20/11/2011 a 26/11/2011
- 13/11/2011 a 19/11/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 30/10/2011 a 05/11/2011
- 23/10/2011 a 29/10/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 25/09/2011 a 01/10/2011
- 18/09/2011 a 24/09/2011
- 11/09/2011 a 17/09/2011
- 04/09/2011 a 10/09/2011
- 28/08/2011 a 03/09/2011
- 21/08/2011 a 27/08/2011
- 14/08/2011 a 20/08/2011
- 07/08/2011 a 13/08/2011
- 26/06/2011 a 02/07/2011
- 12/06/2011 a 18/06/2011
- 05/06/2011 a 11/06/2011
- 22/05/2011 a 28/05/2011
- 08/05/2011 a 14/05/2011
- 24/04/2011 a 30/04/2011
- 17/04/2011 a 23/04/2011
- 10/04/2011 a 16/04/2011
- 03/04/2011 a 09/04/2011
- 27/03/2011 a 02/04/2011
- 20/03/2011 a 26/03/2011
- 13/03/2011 a 19/03/2011
- 06/03/2011 a 12/03/2011
- 27/02/2011 a 05/03/2011
- 13/02/2011 a 19/02/2011
- 06/02/2011 a 12/02/2011
- 30/01/2011 a 05/02/2011
- 23/01/2011 a 29/01/2011
- 16/01/2011 a 22/01/2011
- 09/01/2011 a 15/01/2011
- 02/01/2011 a 08/01/2011
- 26/12/2010 a 01/01/2011
- 19/12/2010 a 25/12/2010
- 12/12/2010 a 18/12/2010
- 05/12/2010 a 11/12/2010
- 28/11/2010 a 04/12/2010